Recebemos e publicamos, de seguida, o direito de resposta solicitado por António Esteves Morgado à «Carta aberta de Manuel Rito Alves».

António Morgado e Manuel Rito«Resposta à carta Aberta de Manuel Rito Alves

Caras(os) Amigas(os) Sabugalenses
Dirijo-me a todos vós sem qualquer discriminação para os esclarecimentos seguintes:
– Sobre o meu passado de Presidente da Câmara os munícipes conhecem a responsabilidade e honra que tive de zelar pelos interesses do Concelho;
– Dos projectos mencionados todos se lembram de que mandatos provêm;
– Das equipas que formei também todos se recordam;
– Do meu comportamento pessoal e institucional também todos sabem a grande diferença que nos separa;
– Do mandato actual (2005/2009) vê-se bem a preocupação de nestes últimos meses dar a entender que muita coisa foi feita e que sobre os mesmos investimentos o questionei na última Assembleia Municipal.
Manuel Rito Alves deve dar-vos a conhecer:
– Que projectos novos tem para anunciar?
– Quantos e quais os projectos de saneamento básico e abastecimento de água lançados no meu último mandato, que no seu foram anulados?
– Porque deixou um aberto?
– Porque lançou outro, este novo, no último ano?
– Quem pretendeu beneficiar com essa discriminação?
– Quem defendeu a sua candidatura a Presidente de Câmara?
– Quem o anunciou e defendeu perante todos?
Acerca do Sr. Manuel Rito Alves devo dizer que:
– Não deve iludir as gentes do Concelho, pois que dos oito anos em que fui Presidente de Câmara o julgamento já foi feito e por conseguinte não tem moral para falar desses dois mandatos.
– O julgamento do actual Executivo deve referir-se a estes quatro anos, que agora terminam, e não aos doze constantemente mencionados.
– Deveria ter seriedade política e não confundir os eleitores.
– Ao referir que em 2005 fui cabeça de lista à Assembleia Municipal, se bem se lembra, só aceitei por muita insistência da sua parte. Claro está que lhe convinha, toda a gente sabe disso.
– Sobre o que eu disse nas localidades por onde acompanhei o bom e forte candidato que é o António Dionísio (Toni) disse e afirmo que o Senhor Manuel Rito Alves só foi candidato porque eu tive a coragem de o defender perante o Coordenador Nacional do PSD, pois ninguém mais o defendia. Pelos vistos esqueceu-se desse pormenor.
– Quanto à campanha que fiz defendendo-o perante todo o Concelho também todos estão recordados. De tal facto também já se esqueceu. Tem memória curta!
– Quando ganhei, sublinho ganhei, o conhecimento da sua pessoa era limitado a duas ou três Freguesias, nas restantes não passava de um mero desconhecido. Que credibilidade tinha perante o Concelho? É de referir que nem o próprio acreditava na vitória, chegando a dizer que o Soito já tinha ganho, pois ficava com dois Vereadores. Quão ânimo me deu ao dizer tal atoarda! Fiquei a saber qual a dimensão e qual o entusiasmo que tinha relativo ao que eu acreditava. Razão por que muitas pessoas consideraram ser uma vitória pessoal. Reconheço que tal vitória se deveu também ao empenho e dedicação de muita gente pertencente a outros quadrantes partidários.
– Deveria sentir vergonha de aproveitar correspondência do Município (envio do recibo da água) para se auto promover, tendo em conta que é candidato à Assembleia Municipal.
– Deveria também sentir vergonha de fazer convites para uma inauguração, de uma obra inacabada.
– Deveria justificar-se por escrito aos munícipes que tiveram e têm problemas de falta de água.
– Deveria lembrar-se que nunca estive preocupado em fazer inaugurações de obras totalmente concluídas e pagas. Cito o exemplo do complexo das Piscinas / Gimnodesportivo.
– Poderá ainda proceder à inauguração do mesmo, pois eu não me importo. A minha pessoa em nada ficará afectada.
– Também poderá mudar o nome, como fez em relação ao Pólo Empresarial do Soito.
Para concluir reafirmo que estou completamente arrependido da defesa que fiz da sua pessoa. Também disse que no meu tempo foi um bom Vice-Presidente. Todavia, para ser bom Presidente é necessário possuir determinadas características comportamentais perante os cidadãos em geral, funcionários e Presidentes de Junta de Freguesia que demonstrou não ter.
Quanto à interrogação que coloca “Que segundas intenções esconderá?”, claramente lhe respondo. Poderá colocar na sua cabeça e descansar o seu cérebro, uma vez que nunca andei, nem pretendo andar na política por motivações negociais. Possivelmente julga os outros por aquilo que deseja e pretende para ele.
Eu estou sereno, tranquilo e consciente do dever cumprido e também do apoio que estou a dar ao candidato António Dionísio. Sou um cidadão livre num PAÍS DEMOCRÁTICO.
9 de Outubro de 2009
António Esteves Morgado»

O Capeia Arraiana encerra o espaço eleitoral (notícias e comentários) sobre as autárquicas 2009 às 24 horas desta sexta-feira. Voltaremos ao tema no domingo à noite para dar notícia dos nomes dos próximos autarcas sabugalenses na Câmara, na Assembleia Municipal e nas Juntas de Freguesia.
jcl