A Turistrela é uma empresa vocacionada para o ambiente e turismo de natureza que calendarizou para o mês de Setembro actividades de interpretação da Natureza no Parque Natural da Serra da Estrela.

Lagoa Comprida - Serra da EstrelaO calendário de actividades do mês de Setembro da Turistrela-Ambiente e Turismo de Natureza propõe diversas iniciativas de interpretação da Natureza no Parque Natural da Serra da Estrela.
Decorreu no passado dia 5 de Setembro uma saída de campo para «Observação das borboletas no Parque Natural da Serra da Estrela». Em todo o Parque Natural existem cerca de 100 espécies de borboletas diurnas e 700 de borboletas nocturnas. Nesta actividade pretende-se dar a conhecer algumas das espécies que vivem no Parque e como se desenvolve o estudo deste grupo de animais ainda pouco conhecido em Portugal. O encontro foi marcado para o CIT-Centro de Interpretação da Torre e incluiu sessão nocturna.
Para sábado, dia 19, está marcado um workshop sobre «A transumância e a pastorícia na Serra da Estrela», dinamizado por técnicos do Museu dos Lanifícios da Universidade da Beira Interior, na Covilhã. No encontro vão ser abordadas as temáticas do enquadramento geográfico, abordagem histórica, evidências patrimoniais e sobrevivências e reminiscências do pastoreio na actualidade. O encontro terá início às 10 horas no CIT-Centro de Interpretação da Torre.
No domingo, dia 20, será feita uma «Observação de aves no Parque Natural da Serra da Estrela». As aves são o grupo de animais mais fáceis de observar e que, desde sempre, despertaram a nossa curiosidade, sobretudo pela sua peculiaridade na capacidade de voar e pelo canto. Também na Serra da Estrela encontramos algumas espécies de aves que se adaptaram às condições da montanha e aos ecossistemas de altitude e, por isso, muitas delas são raras no nosso país. Das cerca de 100 espécies de aves nidificantes na Estrela a organização do evento destaca as mais emblemáticas: melro-das-rochas (monticola saxatilis), melro-azul (monticola solitarius), sombria (emberiza hortulana), cia (emberiza cia), águia-caçadeira (circus pygargus), falcão-peregrino (falco peregrinus), águia-real (aguila chrysaetos), águia-cobreira (circaetus gallicus), abutre-do-egipto (neophron percnopterus), corvo (corvus corax), gralha-de-bico-vermelho (pyrrhocorax pyrrhocorax), chasco-cinzento (oenanthe hispanica), cegonha-negra (ciconia nigra), petinha-dos-campos (anthus campestris). Os interessados devem comparecer equipados com binóculos (8x a 10x), guia e caderno de campo, às 10 horas, no Hotel Serra da Estrela.
No último sábado, dia 26, a Turistrela organiza um percurso circular em torno da maior lagoa da Serra da Estrela. O percurso é acessível com uma primeira parte em caminho largo de terra batida. A segunda parte do percurso é mais acidentado, embora não muito desnivelado, pois o itinerário é feito na vertente mais rochosa da Lagoa Comprida. A paisagem no local apresenta vestígios do glaciar do Covão Grande. O ponto de encontro é no CIT-Centro de Interpretação da Torre às 10 horas.

Os contactos para marcações ou informações devem ser feitos para a Turistrela-Ambiente e Turismo de Natureza. Aqui.
jcl

Anúncios