You are currently browsing the daily archive for Quarta-feira, 22 Julho, 2009.

Quando faltam cerca de 80 dias para as eleições autárquicas marcadas para 11 de Outubro os nomes e os lugares nas listas para as Juntas de Freguesia e Câmara Municipal estão praticamente definidos e «negociados». O Capeia Arraiana entendeu ser a altura certa para uma grande entrevista aos três candidatos à presidência da Câmara Municipal do Sabugal. António Dionísio (PS) e Joaquim Ricardo (MPT) aceitaram o nosso desafio mas António Robalo (PSD) não se mostrou disponível. Durante uma descontraída conversa à hora do almoço com o candidato António Dionísio a entrevista ficou agendada para o final do dia na sua sede de campanha. Vamos conhecer um pouco melhor o que pensa o candidato socialista à presidência do município sabugalense.

António Dionísio

– Em primeiro lugar gostaríamos de saber se a decisão de ser candidato foi amadurecida ao longo dos anos?
– Nunca me tinha passado pela cabeça candidatar-me a presidente da Câmara Municipal do Sabugal nem pelo Partido Socialista nem por qualquer outro partido. Quando me foi endereçado o convite fiquei um pouco admirado e pedi algum tempo para ponderar a minha decisão. Entretanto fiquei a saber que o actual presidente, Manuel Rito, não se recandidatava ao lugar. Entendi que devia aceitar o desafio para transformar o Sabugal num concelho com futuro e evitar que ele fique estagnado. Actualmente não temos projecção para o futuro. E eu desejo fazer do Sabugal um concelho com futuro.
– Há quem o acuse de não viver no concelho a tempo inteiro. Isso limita-lhe o conhecimento que tem da realidade do Sabugal?
– É uma falsa questão. Aliás a maior parte das pessoas que fazem essa acusação nem cá vivem ou trabalham fora. Eu faço a minha vida no Sabugal. Já houve presidentes da Câmara que nunca cá viveram e nunca cá trabalharam. Eu tento, sempre que possível, fazer compras no comércio sabugalense. Aliás sou proprietário de um negócio de família com mais de 50 anos que é possivelmente o mais antigo comércio de retrosaria, fazendas e tapeçaria do concelho do Sabugal. Inicialmente gerido pelo meu pai na actual loja do senhor Alfredo e, desde há uns anos, na actual localização junto à praia fluvial. Nunca abandonei o Sabugal mesmo quando, por motivos profissionais estive em França, nos Açores ou no Porto. Posso-lhes garantir que conheço muito bem os usos e costumes da nossa gente. Conheço o concelho de uma ponta a outra. Não foi preciso chegar o tempo da campanha para conhecer as aldeias.
– Que reacções tem tido nestas visitas às aldeias?
– Em geral foram muito boas. Os sabugalenses estavam à espera de uma lufada de ar fresco nas candidaturas à Câmara. Além da minha família e dos meus amigos de sempre que me apoiaram desde o início tenho recebido muitos incentivos de pessoas conhecidas. Revejo-me nos ideais socialistas e sociais-democratas do Partido Socialista mas a minha candidatura não se esgota na política. É importante aparecerem sabugalenses com ideias novas para o concelho.
– As opções políticas tomadas fizeram o concelho perder tempo?
– Não direi que se perdeu tempo. Ao longo do mandato quem decidiu considerou que tomou as opções correctas. Mas agora verificamos que não foram tomadas as melhores opções para combater o nosso maior problema, a desertificação. O objectivo não foi alcançado por este executivo.
– Se atingir o seu objectivo qual será a sua primeira medida de combate à desertificação?
– Acredito que o Sabugal é um concelho com futuro. Vou trabalhar para combater a desertificação apoiando a população activa e criando incentivos à fixação dos jovens em colaboração com as associações e as IPSS’s. A Câmara não pode tomar o lugar dos empresários. Vamos criar apoios à actividade empresarial tendo como pano de fundo a desertificação. Temos que estancar a desertificação. É esse o meu grande desafio para os próximos quatro anos. Meu e dos actuais funcionários camarários. Confio e preciso das competências de todos.
– E como vereador? Leva o seu mandato até ao fim?
– Não coloco esse cenário mas se a minha candidatura não for a mais votada serei vereador até ao final do mandato.
– Os custos das obras que o actual executivo lançou como a ligação à A23, o parque empresarial e o parque de campismo podem condicionar a actividade do futuro presidente…
– A ligação à A23 foi imaginada pelo actual executivo para melhorar a ligação de Espanha à Cova da Beira. O Sabugal precisa de melhorar as ligação rodoviárias mas considero que devemos decidir aonde nos queremos ligar. A nossa ligação de sempre é com a Guarda, sede de distrito, onde vamos aos hospitais, às instituições, aos serviços públicos e a PLIE, um grande investimento do Governo, que será um grande factor de desenvolvimento regional. Por tudo isso defendo uma ligação prioritária à Guarda e às duas auto-estradas que nos ligam a Portugal e à Europa. Os troços que estão agora a ser construídos não tem princípio nem fim. Vejam, por exemplo, a estrada do Alto do Cardeal até ao Ozendo. Os troços que a tropa anda a abrir e a ligação só vão ter viabilidade se for o Governo a suportá-los. Para que serve uma estrada que chega ao concelho de Belmonte e não tem continuação?
– O António Dionísio já foi candidato nas listas do PSD à Câmara do Sabugal…
– Nas autárquicas as pessoas são mais importantes que os partidos. Fui em quinto lugar apenas para apoiar o meu grande amigo José Maria Bragança.
– Um mau resultado nas Legislativas por parte do Partido Socialista poderá influenciar as Autárquicas?
– As eleições Legislativas têm uma abrangência completamente diferente das Autárquicas. Durante muito tempo o Sabugal foi o concelho da alternância. A população do concelho do Sabugal vota nas pessoas que conhece e que lhe inspiram confiança. Evidentemente as candidaturas estão ligadas a partidos mas considero que são eleições com motivações locais e focadas nas pessoas com quem falamos ou reconhecemos nas ruas das nossas terras.
– O que é que o candidato António Dionísio gostaria que não acontecesse no combate político no Sabugal?
– Gostaria que não houvessem nunca ataques pessoais. Os ataques pessoais apenas servem para fazer esquecer os temas que devem ser debatidos e que interessam a todos os sabugalenses.
jcl e plb

Anúncios

Os dois compadres do jornal «Amigo da Verdade» encontraram-se uma vez mais debaixo do velho castanheiro que existe à entrada da sua aldeia.

João Valente– Louvado seja Nosso Seja Jesus Cristo! – saudou o que vinha no caminho.
– Para sempre seja louvado e Sua Mãe Maria Santíssima! – Correspondeu o outro, descansando à sombra do vetusto castanheiro.
– Já sabe da novidade, compadre? – Meteu conversa o primeiro.
– Qual novidade, compadre?
– Parece que saiu um estudo a dizer que já não somos o concelho com menos qualidade de vida…
– Ah sim, compadre?
– Pois é como lhe digo, compadre. Diz esse tal estudo que subimos vinte e três lugares e somos agora os duo centésimos quinquagésimos quintos da tabela…
– Duo quê, compadre?
– Duzentos e cinquenta e cinco, em duzentos e setenta e oito…
– Então temos mais qualidade de vida; é isso?
– Sim, compadre…
– E isso quer dizer – indagou o segundo, que desconhecia também o que significava qualidade de vida – que temos mais dinheiro?
– Não, compadre.
Castanheiro– Empregos?
– Não, compadre.
– Juventude?
– Não, compadre.
– Mais gente?
– Não, compadre.
– Escolas?
– Não, compadre.
– Melhor saúde?
– Não, compadre.
– Menos velhos?
– Não, compadre.
– Afinal quer dizer o quê, compadre?
– Hum… Ora, compadre… Quer dizer que, estatisticamente, melhorámos…
– Mau… Melhorámos como, se nada mudou?
– Da forma como põe as coisas… Não mudou nada, mesmo.
Breve silêncio, interrompido pelas badaladas das cinco horas na torre da matriz.
– Então o primeiro compadre, percebendo que a conversa chegara a um impasse e lembrando-se que ainda tinha de ir regar os pimentos, despediu-se:
– Adeus, compadre!
– O outro, recostando-se e traçando as mãos sobre a pança, – Vá com Deus, homem! – Ficou a ruminar à sombra do velho castanheiro, acerca da relatividade nos critérios de alguns estudos académicos…
«Arroz com Todos», opinião de João Valente

joaovalenteadvogado@gmail.com

Bravo João! Até parece encomenda porque de facto a qualidade de vida no Sabugal – de fazer inveja ao resto do País – não se alterou. Está, como sempre esteve, no primeiríssimo lugar. Só depende dos crítérios. Porque, segundo explicou o sábio nascido nos Fóios e a leccionar na UBI, apenas depende dos critérios escolhidos. Pois…
Aqui deixamos um grande voto de louvor e reconhecimento ao «Amigo do Sabugal / Amigo da Verdade», ao padre Souta e seguidores. Foi para todos nós durante décadas a única forma de «sabermos» notícias do nosso Sabugal. Para quando o reconhecimento da Câmara Municipal do Sabugal?
Não temos que ter medo de dizer «Graças a Deus!» Mas a vida ensinou-me que devemos ter cuidado com os que batem com a mão no peito.
jcl

Esta quarta-feira o Capeia Arraiana vai dar o pontapé de saída na campanha autárquica no concelho do Sabugal com grandes entrevistas a dois candidatos. Falar positivo, falar bonito, subir não sei quantos lugares num ranking que ninguém reconhece, não falar… Não! O Capeia Arraiana apenas pode prometer… falar verdade. Vamos a isso quando faltam cerca de 80 dias para o domingo de 11 de Outubro.

Eleições Autárquicas Sabugal - Sedes CampanhaEste é um artigo de opinião assinado por um dos administradores do Capeia Arraiana. Assinado e assumido. Há cerca de um ano assumi a minha admiração por Manuel Rito Alves, actual presidente da Câmara Municipal do Sabugal. Assumi e mantenho. É provavelmente (como dizem na ciência política) o grande animal político do concelho.
Aos anteriores presidentes reconheço jogo político a António Morgado e capacidade de resistência a José Freire que, qual fénix, tudo indica será o quinto elemento na lista de deputados da Guarda do Partido Socialista à Assembleia da República. Aqui fica o meu reconhecimento aos três, José Freire, António Morgado e Manuel Rito, por aquilo… por aquilo não… por tudo aquilo que fizeram pelos sabugalenses. Já sei que tudo fizeram na vossa actividade autárquica em benefício de todos os sabugalenses. O tempo e a história farão (ou não) a sua justiça.
Em Março deste ano convidámos os três candidatos (e iremos falar sempre por ordem alfabética) para uma grande entrevista na Rádio Caria no programa «Hora Informativa» da responsabilidade do jornalista Sérgio Paulo Gomes. Aceitaram estar presentes António Dionísio e Joaquim Ricardo. O candidato António Robalo considerou, na resposta ao meu convite pessoal, que ainda não estava em campanha eleitoral. Iniciou-se no concelho do Sabugal o surdo som de que apenas privilegiávamos «alguns candidatos»… Ou seria (será) apenas o pesado som do silêncio de quem por estratégia não quer falar?
Esta semana vamos publicar duas grandes entrevistas assinados pelos administradores do blogue Capeia Arraiana a António Dionísio e Joaquim Ricardo. Mais uma vez o mais que assumido candidato social-democrata, António Robalo, entendeu não ser ainda a altura para falar. Compreendemos até porque ainda faltam cerca de 80 dias para as eleições de 11 de Outubro.
Esta quarta-feira publicamos a entrevista com António Dionísio e amanhã, quinta-feira, a entrevista com Joaquim Ricardo. Os candidatos deram a entrevista no seu terreno: a sua cadeira na sua sede de campanha. António Dionísio antecipou o momento com uma descontraída conversa à hora do almoço com a promessa de nova reunião ao final do dia e Joaquim Ricardo recebeu-nos na menina dos seus olhos, a Liga dos Amigos de Aldeia de Santo António, com uma visita guiada. A conversa gravada decorreu na sua sede de campanha com vista para o rio Côa.
Destacamos momentos fortes nas duas entrevistas. António Dionísio confirmou-nos que, antes de aceitar o convite perguntou a Manuel Rito se era candidato e Joaquim Ricardo afirma na entrevista que publicamos amanhã, quinta-feira, que nunca seria candidato contra o actual presidente da Câmara.
Os dois candidatos mostraram durante as entrevistas ter fortes ideias e convicções para resolver os problemas do concelho do Sabugal. Têm fé nas suas equipas e acreditam ter as soluções para os grandes problemas do concelho. «Sabugal Concelho com Futuro» de António Dionísio e «Um presidente a sério e igual para todos» de Joaquim Ricardo são duas ideias-força sempre presentes ao longo das entrevistas.
Durante as conversas houve uma entoação mais forte para a falta de ética política na constituição das listas de freguesia e para o clima de silencioso terror que se vive nos protagonistas autárquicos.
Nas eleições europeias no concelho do Sabugal estavam recenseados 16.763 eleitores e votaram 4.923 cidadãos. O PSD obteve 2965 votos (41,95%), o PS alcançou 1248 (25,35%), o CDS teve 387 (7,86%) e o MPT ficou-se pelos 102 (2,07%). Os restantes votos foram distribuídos pelos outros partidos.
Apesar de serem eleições europeias a verdade é que os abstencionistas – emigrantes ou idosos em lares distantes do seu recenseamento – deverão ser muito idênticos nas autárquicas. Mas tudo isto – um total de cerca de cinco mil eleitores – corresponde segundo a Acta n.º 8 da Câmara Municipal do Sabugal a um orçamento relativo ao ano de 2008 com uma receita global de cerca de 21 milhões e meio de euros. A receita orçamental foi de cerca de 18 milhões de euros e a de operações de tesouraria de 1.744.232,46 euros. A despesa totalizou 21.489.933,68 euros e o saldo do exercício que transitou para o ano seguinte foi de 2.311.282,60 euros. Mas chega de números. Os interessados podem consultar a acta no link indicado no final deste artigo.
Por curiosidade posso adiantar que o concelho de Odivelas tem 117.635 eleitores distribuídos por oito freguesias. A freguesia da Póvoa de Santo Adrião, onde residem muitos sabugalenses, têm recenseados cerca de 13 mil eleitores. Sinto necessidade de sublinhar que uma das oito freguesias do concelho de Odivelas tem, mais ou menos, os mesmos recenseados que todo o concelho do Sabugal. Os senhores autarcas sabugalenses deviam, de vez em quando, recordar que há freguesias urbanas com mais eleitores que todas as 40 freguesias do concelho sabugalense.
Mas… estão errados os que pensam que só devem governar para quem lhes dá os votos. Os senhores candidatos têm uma grande obrigação. Cativar os descendentes dos sabugalenses para que voltem (sempre) às suas origens. Mostrem que são capazes!

1 – O meu pai ensinou-me que, quando os homens usavam chapéu, a palavra de honra era selada com um aperto de mão. Agora parece que mesmo depois da assinatura e de ofertas em numerário para as campanhas ainda há quem mude de convicções como quem muda de camisa. Pois… Vale o que vale.
2 – Esta semana o destaque do Capeia Arraiana foi retirado da página principal do portal da Câmara Municipal do Sabugal. Agradecemos a gentileza de nos terem privilegiado durante mais de dois anos em lugar de destaque. Retribuímos, dentro das nossas capacidades não comerciais e não subsidiadas sem páginas mensais de publicidade pagas pela autarquia, com a divulgação das actividades autárquicas em forma de notícia ou de cartaz. No nosso critério editorial nada se alterou. Privilegiamos a notícias verdadeiras em lugar das notícias positivas. Privilegiamos a promoção das gentes e das terras raianas. Privilegiamos a opinião da diáspora que tem (e terá sempre) uma palavra a dizer sobre o desenvolvimento do Sabugal. Bem-haja presidente Manuel Rito porque, apesar de não nos ler, privilegiou-nos durante estes mais de dois anos com um link destacado no portal oficial do executivo camarário sabugalense.
3 – Esta marcada para esta quinta-feira, 23 de Julho, uma conferência de imprensa para a apresentação dos nomes da concelhia do PSD do Sabugal que acompanham António Robalo na corrida à presidência da Câmara Municipal do Sabugal. Será uma excelente oportunidade para ouvir falar Manuel Corte, presidente da concelhia do Sabugal do Partido Social Democrata.
4 – O Blogue Capeia Arraiana é publicado diariamente na Internet desde o dia 6 de Dezembro de 2006. São 959 dias até 22 de Julho de 2009. As datas valem o que valem.

Acta n.º 8 da Câmara Municipal do Sabugal. Aqui.
«A Cidade e as Terras», opinião de José Carlos Lages (jcl)

jcglages@gmail.com

Há em Portugal 118 freguesias que elegem as Juntas em plenário. No concelho do Sabugal existem cinco freguesias com menos de 150 eleitores. Nestas localidades as eleições para a Junta de Freguesia decorrem, normalmente, no domingo seguinte às eleições nacionais.

Voto Plenário Juntas FreguesiaA desertificação das aldeias do Interior do país tem sido responsável pelo aumento do número de Freguesias que elegem os seus representantes em plenários de cidadãos.
O distrito da Guarda enfrenta um desafio cada vez maior. Em 2005, 40 das 336 Freguesias dos 14 concelhos votaram em plenários de cidadãos. O concelho de Almeida tem o maior número de Freguesias nesta situação (12), seguindo-se Guarda (seis), Pinhel (cinco), Figueira de Castelo Rodrigo (quatro), Fornos de Algodres e Meda (dois), Celorico da Beira, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa (um).
No concelho do Sabugal há cinco Juntas de Freguesia com menos de 150 eleitores eleitas em plenário. É o caso de Badamalos (139), Lomba (105), Ruivós (97), Vale das Éguas (105) e Valongo (122). Com a última actualização dos cadernos do recenseamento eleitoral a Ruvina com 159 eleitores inscritos passou a ter eleições directas para a Junta de Freguesia.
Em Portugal, cada cidadão é chamado a votar nas eleições autárquicas para os três órgãos de poder local, a Câmara Municipal, a Assembleia Municipal e a Assembleia de Freguesia.
De acordo a lei eleitoral em vigor, nas freguesias com 150 eleitores ou menos, a Assembleia de Freguesia é substituída por um plenário dos cidadãos eleitores, uma votação diferente da «dos termos clássicos», segundo explicou fonte do Direcção-Geral da Administração Interna (DGAI) à Agência Lusa, reconhecendo que esta eleição «não está legalmente regulada de forma concreta».
jcl

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.152.406 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios