Em Maio de 1974 realizou-se no Sabugal uma manifestação de apoio ao regime saído da revolução de 25 de Abril do mesmo ano, convocada através de panfletos colocados em todas as freguesias do concelho.

(Clique nas imagens para ampliar.)

Joao Aristides DuarteEstiveram presentes milhares de pessoas, naturais e residentes em todo o concelho de Sabugal. Participaram pessoas de todas as idades e condições sociais.
A manifestação iniciou-se junto às bombas da Shell, na estrada para Vilar Formoso e percorreu toda a vila do Sabugal. As pessoas foram dando largas à sua alegria e gritando palavras de ordem, durante o percurso.
A concentração da multidão teve lugar no largo fronteiro à Câmara Municipal, onde não havia espaço para tanta gente.
Na varanda da Câmara Municipal houve uma série de oradores que proferiram diversas intervenções. Entre esses oradores contaram-se o, recentemente falecido, José Manuel Ramos (do Soito), o sr. Alexandre Pereira (de Rendo) e uma representante dos estudantes do concelho, a estudante Vitória (do Soito).
Um oficial das Forças Armadas foi também orador, tendo recebido uma grande ovação.
Nesta série de fotografias, da autoria de Manuel Joaquim Rito, podemos ver a grande concentração de pessoas junto à Câmara Municipal e alguns dos cartazes que os manifestantes exibiam.
As palavras de ordem inscritas nos cartazes (todos brancos) eram do género: «Lambões, Acabaram-se presuntos e cabritos» (exibido pela representação dos Fóios), «Vivam as Forças Armadas», «Paz nas Colónias», «A Bendada saúda as Forças Armadas» (pelas pessoas da Bendada, obviamente), «Fora com os Fascistas», «Fóios também é Portugal» (mais uma vez os Fóios), «Sindicato para os lavradores – Reforma aos 60 Anos», «Fim à exploração do Povo- As Receitas do Povo são para o Povo», «Queremos assistência na velhice», «Onde está o dinheiro dos impostos?» ou «Abaixo o capitalismo».
Quem se lembra?
«Memória, Memórias…», opinião de João Aristides Duarte

akapunkrural@gmail.com

Anúncios