You are currently browsing the daily archive for Segunda-feira, 15 Junho, 2009.

O Comando Territorial do Distrito da Guarda da GNR, registou na semana passada um total de 64 ocorrências criminais, 223 contra-ordenações, duas detenções e 24 acidentes de viação.

Carro da BT/GNRSegundo o comunicado semanal daquela Força de Segurança, dentre os crimes registados destacam-se os furtos, que no total foram 40. Dentro dos furtos, 10 ocorreram em residências e outros edifícios, três foram efectuados por carteirista; cinco de veículos, quatro em estabelecimentos comerciais, um no interior de veículo e 17 outros furtos.
A GNR efectuou ainda duas detenções em flagrante delito, uma por injurias a militares da corporação e uma por condução sob o efeito do álcool (taxa no sangue de 1,26 g/l).
Foram elaborados 223 autos de contra-ordenação pelas seguintes infracções: 200 à Legislação Rodoviária, 18 à Legislação da Natureza e Ambiente e cinco à Legislação Policial.
Dos 24 acidentes de viação verificados, 15 resultaram de colisão e nove por despiste, dos quais resultaram um ferido grave e 11 feridos leves.
Na semana em apreço, de 8 a 14 de Junho, foram efectuadas três acções de sensibilização pelos Núcleos Escola Segura (NES), nos Concelhos de Gouveia, Guarda e Pinhel, subordinadas aos temas «Segurança Rodoviária» e «Protege-te na Internet ». Nas acções estiveram presentes 133 alunos.
O Destacamento Territorial de Gouveia realizou uma acção conjunta com uma equipa da Câmara Municipal de Seia, na recolha de canídeos abandonados. Foram fiscalizados seis proprietários e recolhidos três canídeos para as instalações do Canil Municipal. Foi também elaborado um auto de contra-ordenação.
plb

Anúncios

No último fim-de-semana de Junho o Festival da Comenda na praia fluvial da Meimoa, no concelho de Penamacor, é o lugar certo para aliviar do stress. Um arraial popular, festival de folclore, danças e canções tradicionais, percursos pedestres e provas de btt vão animar a Princesa da Cova da Beira.

Festival da Comenda - Meimoa - PenamacorO Festival da Comenda na Meimoa, concelho de Penamacor, está marcado para o último fim-de-semana de Junho. Nos dias 27 e 28 a praia fluvial da Meimoa é o lugar certo para aliviar do stress do dia-a-dia
A Meimoa, princesa da Cova da Beira, é um lugar paradisíaco no Verão e o mais fresco da Beira Baixa e já há quem lhe chame a Cascais da Beira Baixa.
No sábado à noite, a partir das 21 horas, deliciem-se a ver e ouvir as danças e canções tradicionais no Festival de Folclore com as participações dos Narcisos de Manteigas, do Rancho Folclórico de Cebolais, Orquestra de Harmónicas de Ponte de Sôr e os Grupo de Cantares do Meimão e da Meimoa.
No domingo comece a manhã a pedalar (ou a caminhar) e ganhe uma bicicleta, um capacete, uma t-shirt e o almoço por 70 euros. Pode inscrever-se já comodamente na Internet.
Entretanto satisfazendo o pedido de muitas pessoas haverá um percurso pedestre ao longo das margens do rio para os que não sabem andar de bicicleta com direito a almoçar por apenas 10 euros. Em alternativa os participantes podem almoçar nos dois excelentes restaurantes da Meimoa.
Ao fim da tarde estão todos convidados para ser divertirem no arraial dos Santos Populares da Praia Fluvial.
Juntam-se neste evento uma série de circunstâncias que o tornam muito atractivo: Meimoa foi Comenda da Ordem de Avis durante mais de 400 anos e sobre ela se prepara um livro para este ano, razão mais do quesuficiente para a designação do evento; durante a tarde, quem for amante da náutica poderá ir até à Barragem da Ribeira da Meimoa e aí passar a tarde a refrescar-se; à noite haverá arraial dos santos populares com as tradicionais sardinhadas e fogueira popular; na noite do dia anterior (27 de Junho) haverá na aldeia, um vistoso e alegre festival de folclore, com cinco grupos de dança e cantares; poderá ainda saborear a gastronomia local, feijoada, ensopado de borrego e outras iguarias servidas na praia ou nos dois restaurantes da aldeia. Tudo isto no espaço encantador e repousante da praia fluvial da Meimoa. A organização está a cargo da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa Amigos da Meimoa, da Junta de Freguesia da Meimoa, do Centro de Dia São Domingos da Meimoa e do Grupo de Cantares da Meimoa e o apoio da Câmara Municipal de Penamacor.
Não há, portanto, qualquer desculpa para se ficar em casa a matutar na crise! Venha à Meimoa e divirta-se!

Atenção que já faltam poucos dias para encerrar as inscrições do «Bike da Comenda».
Para mais informações consulte a página do Festival.
Aqui.
António Cabanas

Felizmente ainda sou bastante novo e não vivi no tempo do Estado Novo. Mas às vezes acabo por sofrer com os efeitos secundários da censura daquele tempo, quando vejo alguns filmes na Cinemateca.

Pedro Miguel Fernandes - Série BPara quem gosta de cinema às vezes é complicado ir à Cinemateca ver um clássico e apanhar com uma cópia que sofreu às mãos dos senhores censores. É o que acontece em alguns dos filmes que volta e meia são projectados. A Cinemateca não tem culpa, como é óbvio, mas quem sofre é o espectador.
Ainda recentemente fui ver os «Incorruptíveis Contra a Droga», no original «The French Connection» (a ligação francesa, mais uma bela tradução), e perdi 10 minutos de filme. Não fui o único a reparar e segundo me contaram, talvez o problema fosse o desaparecimento de uma bobine, o que também não deixa de ser chato.
O pior que já me aconteceu foi ver um filme dos anos 30 completamente trucidado. É certo que antes do arranque da projecção apareceu o selo da Censura, onde se lia que a cópia tinha sido visada e podia ser vista. Logo aí já sabíamos o que nos esperava. Mas quem é que consegue ver um filme aos saltos? A meio de cenas inteiras passam-se coisas completamente estranhas, com diálogos que ficam a meio, cortados pela maléfica tesoura da censura. Desconfio que quem tratava da censura não gostava de cinema.
Censura durante o Estado NovoOutra das vertentes com que já me deparei foi a não legendagem de algumas partes. Tem um aspecto positivo: não há cortes. Mas a primeira vez que me aconteceu tal coisa foi a ver um filme de Ingmar Bergman, cineasta sueco. Ora bem, uma coisa é ver um filme numa língua familiar, como o inglês ou o espanhol, por exemplo, lembro-me de uma vez ter visto um filme mexicano do Buñuel sem legendas e percebi praticamente tudo. Outra completamente diferente é ver personagens a falar em sueco, em filmes onde os diálogos são muito importantes, sem legendas nas cenas principais. Às vezes é o suficiente para não se compreender o filme.
Mas quando o amor pela Sétima Arte é grande, lá temos de fazer alguns sacrifícios.
«Série B», opinião de Pedro Miguel Fernandes

pedrompfernandes@sapo.pt

Em Maio de 1974 realizou-se no Sabugal uma manifestação de apoio ao regime saído da revolução de 25 de Abril do mesmo ano, convocada através de panfletos colocados em todas as freguesias do concelho.

(Clique nas imagens para ampliar.)

Joao Aristides DuarteEstiveram presentes milhares de pessoas, naturais e residentes em todo o concelho de Sabugal. Participaram pessoas de todas as idades e condições sociais.
A manifestação iniciou-se junto às bombas da Shell, na estrada para Vilar Formoso e percorreu toda a vila do Sabugal. As pessoas foram dando largas à sua alegria e gritando palavras de ordem, durante o percurso.
A concentração da multidão teve lugar no largo fronteiro à Câmara Municipal, onde não havia espaço para tanta gente.
Na varanda da Câmara Municipal houve uma série de oradores que proferiram diversas intervenções. Entre esses oradores contaram-se o, recentemente falecido, José Manuel Ramos (do Soito), o sr. Alexandre Pereira (de Rendo) e uma representante dos estudantes do concelho, a estudante Vitória (do Soito).
Um oficial das Forças Armadas foi também orador, tendo recebido uma grande ovação.
Nesta série de fotografias, da autoria de Manuel Joaquim Rito, podemos ver a grande concentração de pessoas junto à Câmara Municipal e alguns dos cartazes que os manifestantes exibiam.
As palavras de ordem inscritas nos cartazes (todos brancos) eram do género: «Lambões, Acabaram-se presuntos e cabritos» (exibido pela representação dos Fóios), «Vivam as Forças Armadas», «Paz nas Colónias», «A Bendada saúda as Forças Armadas» (pelas pessoas da Bendada, obviamente), «Fora com os Fascistas», «Fóios também é Portugal» (mais uma vez os Fóios), «Sindicato para os lavradores – Reforma aos 60 Anos», «Fim à exploração do Povo- As Receitas do Povo são para o Povo», «Queremos assistência na velhice», «Onde está o dinheiro dos impostos?» ou «Abaixo o capitalismo».
Quem se lembra?
«Memória, Memórias…», opinião de João Aristides Duarte

akapunkrural@gmail.com

A 24 de Junho o São João é a segunda da tríade de festas populares de vulto que acontecem neste mês, sucedendo ao Santo António (dia 13) e precedendo o São Pedro (dia 29). Porém este ano no Sabugal a festa acontece antecipadamente, com o «carvalho» a ser queimado no dia 22 de Junho.

O «carvalho» em preparaçãoO São João é sobretudo festejo profano, pelo muito que está ligado à cultura popular e às tradições a que se associa.
Perde-se no tempo a origem do arraial de São João na vila do Sabugal, onde desde há várias décadas surge como a festa popular de maior impacto.
Segundo o digno etnólogo Joaquim Manuel Correia, os festejos eram marcados pela simplicidade mas impunham-se pelos aspectos curiosos que continham. A preparação da festa começava algumas semanas antes, com os rapazes e raparigas a colher rosmaninhos e bela-luz, de noite «para que os donos dos prédios não ralhem», e a ensaiar cantos e preparar violas, armónios pífaros e adufes. Nas ruas principais da vila erguiam-se pinheiros, que se vestiam de rosmaninho, deixando-lhes algumas bombas no interior. Para maior adorno no «carvalho», nome dado ao pinheiro vestido de rosmanos, colocavam-se bandeiras e encimava-o um cântaro de barro com um gato no interior. Na noite de São João ranchos de rapazes e raparigas percorriam a vila, de «carvalho» em «carvalho», cantando e bailando. À meia-noite lançavam fogo aos «carvalhos», com a malta nova a entoar canções e a bailar à volta das fogueiras. Ao mesmo tempo soavam as explosões das bombas e o cântaro caía do alto e esboroa-se no chão, com o gato a fugir assustado, e os espectadores a rirem à gargalhada. E o arraial prolongava-se pela noite dentro.
Ao São João ligam-se muitas superstições, às quais o povo dava a maior atenção e importância.
As pessoas eram muito apoquentadas pela sarna (doença contagiosa originada por um ácaro, que provocava muita comichão) e pelas maleitas ou sezões (paludismo). Acreditava-se que saltando as fogueiras de São João se curavam esses males. Ao mesmo tempo que se saltava dizia-se, de forma irónica (algumas variantes):
– Sarna em vós, saúde em nós;
– Sarna no João, saúde no meu coração;
– Sarna em quem está à roda, saúde em mim, que chego agora;
– Sarna nos animais, carregados de atafais.
Dormir sob a orvalhada da noite de São João também cura a sarna e os sezões.
O mesmo efeito tem ir tomar banho ao Côa nessa noite.
Na noite de São João, se uma rapariga pretende conferir se um rapaz lhe quer bem deve escrever o seu nome numa folha de figueira e deixá-la ao luar e verificar de manhã se ainda está viçosa.
Menino quebrado (com hérnia) pode curar-se na manhã de São João, levando-se junto a um carvalho novo, que se esnoca. O menino toca-lhe com a mão e os adultos recitam:
Toma lá Maria, toma lá João
Se este Menino é cobrado,
Deus o ponha são.
O tronco rachado ata-se com a camisa da criança. Se o carvalho não secar o menino fica curado.
As superstições ligadas ao São João existem um pouco por todo o País. A cura da sarna é aspecto geral, para o qual as intervenções do Santo parecem ser o melhor remédio. O elemento unificador nas várias superstições é o orvalho da noite de S.João, pelo qual o povo tem o maior apreço, por conceder curas milagrosas. Mas a virtude do fogo e defumadoiro do rosmaninho e da bela-luz, é originalidade da região do Sabugal.
plb

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.140.272 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios