You are currently browsing the daily archive for Quarta-feira, 10 Junho, 2009.

A Agência da Fundação INATEL da Guarda, em parceria com a Junta de Freguesia de Almeida, organiza a 14 de Junho de 2009 o IV Encontro de Tocadores de Concertina e Cantadores ao Desafio de Almeida. No próximo fim-de-semana iniciam-se também os passeios culturais.

INATEL - Encontro Concertinas e Cantadores ao DesafioSegundo nos comunicou o Coordenador Cultural da Agência da Guarda da Inatel, Joaquim Igreja, para este encontro estão convidados os tocadores de concertina de qualquer ponto do país, sendo todos bem-vindos. A organização oferece a cada participante o almoço e uma lembrança do evento.
«Prevemos entre 150 a 200 participantes», disse Joaquim Igreja, que de igual modo convida todos os apreciadores da concertina a vir participar no Encontro de Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo. «Os tocadores de concertina fazem festa e gostam de envolver o público na festa», justifica.
A concentração acontecerá às 11h30 de domingo no Largo 25 de Abril em Almeida. Depois os participantes terão direito a almoço e às 14 horas começará a actuação dos tocadores na Câmara Municipal.
O Coordenador Cultural da INATEL lembra que a Fundação tem desenvolvido, ao longo dos últimos anos, dentro dos grupos de folclore, um conjunto de cursos de formação que têm modificado completamente o panorama da utilização da concertina no distrito da Guarda. «Actualmente a Fundação INATEL desenvolve formações em Seia, Pinhel e Coriscada em colaboração com os grupos locais», informa Joaquim Igreja.
Outra iniciativa da Delegação da Guarda da INATEL que se inicia este fim-de-semana são os passeios culturais. Serão três os passeios, com outros tantos trajectos aliciantes.
Para sábado, dia 13 de Junho, está prevista uma visita às cidades da Extremadura espanhola de Coria e Cáceres, com o objectivo de conhecer o património histórico e urbano das duas cidades. Recorde-se que Cáceres é património da Humanidade.
No sábado seguinte, dia 20 de Junho, haverá uma visita a Santarém e Alpiarça. Merece aqui destaque o riquíssimo património arquitectónico de Santarém e a Casa Museu dos Patudos de Alpiarça.
Finalmente a 4 de Julho, também sábado, haverá um passeio a Aveiro e Ílhavo. Em Aveiro está prevista uma visita guiada ao centro histórico e em Ílhavo ao Museu Marítimo e Navio-Museu Santo André.
Mais informações e inscrições poderão obter-se na Agência da INATEL da Guarda.
plb

Anúncios

«Vistas Largas», horizontes rasgados, visão ampla até ao infinito, quando possível… é o que os verdadeiros Homens demonstram. Por vezes até ouvimos que este ou aquele, «nasceu antes do seu tempo»; via o que os outros não viam ou que só vieram a ver muito posteriormente. Este tipo de pessoa não se encontra amarrado a um espaço geográfico, aldeia, vila ou cidade… o Mundo é a sua terra.

Romeu BispoAlém da formação/informação que já possui, está aberto a todo o saber que possa adquirir sem o olhar preconceituoso e doentio de saberes absolutos e absolutistas que em todas as épocas têm os seus defensores.
Mais do que diplomados, licenciados nas mais diversas técnicas e saberes, a sociedade necessita de ter à sua frente Homens e Mulheres de «Vistas Largas», que não fiquem prisioneiros do seu EU, da sua família, do seu bairro; a solidariedade efectiva é a sua prática e acolhe sem descriminação todas as ideias positivas sem olhar ao quadrante da sua proveniência.
Só com pessoas deste calibre é que os países, as regiões, os concelhos, podem evoluir na sua globalidade, contando com todos, sejam eles mais ou menos afortunados. Fazemos todos parte de uma unidade em que a diversidade tem o seu espaço e afirmação.
Barack Obama parece ser um Homem com «Vistas Largas». Não traz amarras ideológicas, pensa por si e escolhe o que lhe parece melhor. Põe em causa preconceitos muito velhos e não dispensa o diálogo com os «inimigos». O seu interesse é dar novo alento ao homem e à sociedade que se esqueceu do principal, as pessoas, e por isso conduziram o Mundo para perto do abismo. Será por esta razão que americanos ou não, põe tanta esperança no Homem como se de um líder global se tratasse.
Portugal vai ter várias eleições este ano e podemos todos perguntar, em quem votar?
Na minha opinião devemos votar em pessoas de «Vistas Largas» que saibam ver além dos interesses partidários e tenham sempre presente o interesse superior dos cidadãos.
Mais fácil deveria ser, quando votamos em pessoas nossas conhecidas como nas eleições autárquicas. Se tivermos uma visão que abarque pelo menos o Concelho e vá além do espaço temporal de quatro anos, escolheremos de entre os que se irão propor a escrutínio, os melhores, para inverter a fatalidade a que nosso Concelho está destinado.
O nosso Concelho poderá ser pobre porque a principal riqueza são as pessoas e efectivamente já não temos pessoas: as aldeias e os campos estão ao abandono. Será que foi feito o necessário para a sua fixação? Se outrora era o atraso a que estávamos votados que obrigou à emigração, já hoje teremos de encontrar outras razões para continuarmos a emigrar.
Penso que têm faltado os Homens de «Vistas Largas» que tenham horizontes de futuro, que considerem todos como cidadãos de direitos e deveres. Se analisarmos com algum cuidado veremos que impera a posição daqueles que por palavras ou acções passam a mensagem do «quero, posso e mando» e as pessoas não encontram espaço, o gosto de viver aqui, fartam-se, vão-se embora e outras não aparecem.
Compete a cada um de nós obter e transmitir informação de forma a alargar os horizontes e ter cada vez mais «Vistas Largas».
Romeu Bispo

O Viriato Tágico é uma espécie de novela de cavalaria, como a novela do rei Arthur, mas sob a forma de poema clássico. Escreveu-o Braz Garcia de Mascarenhas no contexto das guerras da restauração, que tinham alguma analogia com as guerras da conquista da Lusitânia pelos romanos.

João ValenteA trama resume-se assim:
Antes de partir para a Serra da Estrela (foi a partir daqui que começou o mito de Viriato seria natural da Serra da Estrela), Viriato convidou para um torneio os cavaleiros que pretendessem demonstrar o seu valor, a troco de um prémio. Acorreram cavaleiros de todo o mundo.
Além do torneio, as festas compunham-se de uma regata e uma tourada, cuja descrição, sendo a parte principal do poema, é de uma grande beleza, pela retrato dos cavalos, do colorido e do movimento, mas em que não nos detemos, porque sendo o poema autobiográfico e o seu verdadeiro herói Braz Garcia de Mascarenhas e não Viriato, a parte que nos interessa é aquela em que relata as suas qualidades e a sua longa vida aventureira, que culminou no governo da praça de Alfaiates.
Braz Garcia, era natural de Avô, na confluência do Alva com a ribeira do Moura, nas faldas da Estrela onde viveu uma infância feliz e despreocupada, antes de ingressar na universidade em Coimbra.
Da altiva Estrella nasce altivo infante
Meu pátrio Alva, como de Almathêa

(Viriato Trágico, Canto IV, Estância 90)

E tu filha do Alva cristalino
Minha mais natural, que culta musa,
Em cujas praias o senil menino
Me ensinou a tocar a cítara lusa

(Canto I, Estância 4)

Bem de onde o Alva cristalino abraça
O pomifero Moura, que correndo
Pobre de cabedal, rico da graça,
Censo estivo lhe está sempre oferecendo.

(Canto XIV, Estância 104)

Foi um homem de sangue quente e de tão fácil manejo da espada como da pena, o que o levaria a envolver-se em desordens, a refugiar-se em Madrid, a participar na guerra dos países baixos a regressar a Avô e depois emigrar, na sequência do casamento do seu amor de infância com um rival, para o Brasil onde teve participação assinalável na defesa de Recife e Olinda, contra os Holandeses.
Entro, na adolescência, ponho a espada,
E d’ella apprendo uma e outra regra,
Ramo não fica em que não vá provada,
Nem cabello, em que me não dêem com a negra.
O tanger, o dançar muito me agrada
Mais o cavalo brincador me alegra
De festa em festa ao néscio encaretado
Aqui senhor me finjo, ali criado.

(Canto XV, Estância 34)

E achando-me formiga entre elefantes
Por não servir, depois de ser servido,
Deychei a corte por abismo cego
Enfadado da terra ao mar me entrego

(Canto XV, Estância 49)

Tendo as coloneas já reconhecidas,
Na de Olinda parei, tendo a de Olinda
Por maior, por melhor e por mais linda.

(Canto XV, Estância 56)

Foi também por causa de zaragata em que se envolveu quando regressou ao reino, que a troco de amnistia participou nas guerras da restauração como guerrilheiro.
A ter estranho Rei longe, era certo
Que poderão traidores derrocar-me
Como o ter natural, tão justo e perto,
Atropeli quem quis atropelar-me
Vendo-me livre com ditoso acerto.

(Canto XV, Estância 102)

Com muitas velas e muito vento
Aqui e ali confusamente errando;
Pela agulha do humilde entendimento,
De Viriato os princípios penetrando

(Canto V Estância 34)

E foi na sequência do seu desempenho na guerra de restauração e anterior experiência militar, que foi nomeado governador de Alfaiates, e desbaratou numa cilada que montou no porto de S. Martinho, junto ao rio Águeda, uma grande força invasora que se retirava com um saque de mais de 20.000 cabeças de gado.
Mas já donde uma estrada outra cruzava,
De gente satisfeita e chocarreira,
Distante sentem vir tropa infinita
Que ao som de carros, baila, canta e grita.
Llogo Viriato com a prompta orelha,
Cauto, de longe nota o seu descuido,
Sua gente, desvia e aparelha
Tudo antevendo e prevenindo tudo.
Occulta gente de uma e outra banda
Por que a romana tarde a reconheça,
A qual da certa morte descuidada,
Vem a cahir no meio da cilada.
De cada lado, foi logo investida
Atraz cercada, e bem cortada avante
Pagando seu descuido com a vida
Que da morte se faz sempre distante.


Viriato, que vê desbaratada
A gente que a bagagem conduzia,
E quanta em sua guarda vinha armada,
Que um excessivo número fazia,
A viva perdoou, que manietada
Com toda a carruagem que trazia,
Armas, cavalos, mulas tudo encerra
Entre sua gente e marcha para a Estrela.

(Cap II Estâncias 58 a 72)

Vitória que suscitou a inveja de D. Sancho Manuel, governador militar da província e a prisão de Braz Garcia no Castelo do Sabugal onde ficou rigorosamente incomunicável. Pedindo um livro para matar o tempo, deram-lhe a flos santorum, do qual, com miolo de pão e água conseguiu recortar as letras e ridigir uma carta que enviou em segredo a D. João IV. Libertado e cumulado de algumas honras, mas cansado de intrigas, retirou-se para a sua Avô natal, onde faleceu.
Como estes Reinos teus se levantaram
Sua conservação, te não relato,
Por ser um dos que a peitos a tombaram
Tão mal m’o satisfez o vulgo ingrato
Tanto émulos inúteis mo invejararam


Retiro-me a estes vales e a estas fontes,
A estes frescos jardins e pátrios rios.

(Ib. Estância 101)

Braz Garcia foi, como se pôde ver, um homem de engenho e ousadia. Engenho que lhe deu uma vida aventureira e o livrou de muitos apuros sobejamente documentados no Viriato Trágico; a ousadia com que, achando-se digno dos feitos de um herói mítico, escreveu uma autobiografia elogiosa que ficou para a posteridade. As qualidades que Braz Garcia tinha e transpõe para o herói no Viriato Trágico, vemos nos dias de hoje por aí em muita gente conhecida, mas no inverso.
É o sinal dos tempos, caros amigos: Ao engenho, agora chama-se esperteza; à ousadia, lata!
Por isso Braz Garcia escreveu o Viriato Trágico e João Rendeiro escreveu Uma História de Sucesso…
Alguém se lamentava, há uns posts atrás, de já não haver Guarda Republicanos como antigamente… Quero lá saber dos Guarda Republicanos! Eu, cá queixo-me é dos homens que há agora!
«Arroz com Todos», opinião de João Valente

joaovalenteadvogado@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.146.595 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios