You are currently browsing the daily archive for Sábado, 6 Junho, 2009.

Ontem, sexta-feira, 5 de Junho, foi distribuído mundialmente e de forma gratuita o projecto HOME – um filme de chamada de atenção para todos nós.

A Objectiva de... Pedro AfonsoYan Arthus-Bertrand, o famoso fotógrafo francês do projecto “Earth from the Air” juntamente com cineasta Luc Besson e de François-Henri Pinault protagonizam uma viagem pelo planeta, à descoberta de 50 países, mostrando o impacto da civilização.
Inspirado na tradição fotográfica de Yan Arthus-Bertrand e na sua capacidade de retratar a beleza da Terra a partir do ar, o projecto Home dá-nos uma perspectiva e um apelo de coragem para preservar o que é comum a todos nós, uma nota de esperança para ao futuro (caso haja uma só voz nas medidas a tomar).

Ver vídeo no YouTube. Aqui.

«A Objectiva de…», galeria fotográfica de Pedro Afonso
pmiguelafonso@gmail.com

Anúncios

Com a rápida evolução das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) estas serão talvez as eleições em que os políticos estão mais expostos à critica dos cidadãos. Este facto cria uma nova relação entre governantes e governados.

Kim Tomé (Tutatux)O cidadão já não acredita em tudo os que os políticos dizem, o acesso à informação permite uma imediata verificação dos factos.
Se antes as criticas, queixas, e controlo estavam restritos a alguns, hoje com o significativo crescimento da utilização de blogues, fórums, emails e outros meios, as noticias e ideias correm mundo à velocidade da luz.
Uma coisa que acontece já não é apenas sabida e sufragada nos limites do concelho, é divulgada e sabida em todo o mundo.
Quando uma medida é tomada ou omitida os cidadãos criticam, sugerem, colocam questões e esperam dos governantes respostas para os seus anseios, duvidas ou sugestões.
Há hoje mais participação que nunca, os cidadãos estão mais interventivos e conscientes e as TIC vieram trazer para o quotidiano questões que antes nem sequer eram sabidas.
Será que os políticos e governantes estão preparados para esta «revolução»?
A mim parece-me que não.
Grande parte dos políticos não estão familiarizados com as novas tecnologias da comunicação, nos seus actos e decisões demonstram profunda ignorância no que a estas matérias diz respeito.
Desse facto resultam graves prejuízos para o erário público.
Também não estão preparados para responder com a ligeireza e eficiência pretendidas pelos cidadãos, que perante a falta de respostas efectivas às suas necessidades reclamam como sempre o fizeram. Antes faziam-no no café da aldeia e pouca seria a influência dessa sua reclamação pois não saia desse micro-cosmo, hoje uma critica é exposta mundialmente e todo o mundo fica a saber, este facto cria uma pressão sobre os políticos que estes não são capazes de gerir eficientemente, ou por déficit de capacidade ou apenas porque estavam acostumados a governar sem contestação não sendo capazes de admiti-la.
Se uns tentam informar-se e adaptar-se a esta nova realidade da comunicação na governação, outros mostram a sua inaptidão ao tratar os cidadãos como seres menores.
O cidadão que apresenta uma sugestão ou reclamação espera dos políticos e governantes alguma resposta, se obtem desconsideração em vez de atenção aquele que é o seu problema, tende a também desconsiderar o politico e ou governante que demonstra incapacidade para resolver o seu problema ou que agrava essa relação com atitudes próprias de um processo ditatorial.
Nestas eleições que se avizinham vamos com certeza assistir a muitos políticos e governantes a serem penalizados pela sua incompetência em lidar com as TIC.
Vivemos um tempo em que a democracia está mais próxima do cidadão, em que a consciência politica cresce, a intervenção dos cidadãos é mais directa, aos políticos compete dar resposta efectiva aos cidadãos, aqueles que não o fizerem serão cilindrados por esta nova democracia mais directa e mais interventiva.
«O Bardo», opinião de Kim Tomé

kimtome@gmail.com

Assisti há dias ao funeral de um velho amigo. O corpo foi cremado, cumprindo-se a sua vontade, mas a última homenagem àquele homem, para mais na sua condição, merecia outro arranjo.

Ventura Reis - TornadoiroO caixão com o corpo do velho coronel seguiu de carro, da Igreja dos Olivais, em Lisboa, para o cemitério com o mesmo nome, onde existe um crematório. Ali chegado, acompanhado pela família e uma dezena de amigos, duas secções de jovens militares, de resto muito faladores e irrequietos, colocaram-se em formatura e, à voz de um também jovem tenente, disparam uma salva.
A isto se resumiu verdadeiramente a cerimónia. De resto, o féretro e a infinidade de flores garridas que o acompanhavam, seguiu para o edifício do crematório, onde nem sequer foi aberto para uma última despedida. Da pobre viúva e dos filhos ouviram-se uns suspiros contidos, porque hoje de tudo se tem vergonha, até de gritar de peito aberto na despedida de um ente querido.
Nada disto acontecia antigamente. Um funeral era um momento solene, vivido sentidamente por todos os que nele participavam. Recordo sempre o primeiro enterro a que assisti, na vila do Sabugal. Foi o de um grande lavrador, que dava pelo nome de Triste e morava numa casa junto ao Castelo. O meu pai tinha-lhe grande respeito, porque era ele que lhe fazia as jeiras aquando da decrua da terra e das sementeiras.
No dia em se realizou o enterro segui com ele até à casa do velho lavrador, onde havia um grande ajuntamento. Entrámos na casa do defunto e meu pai benzeu-se, pegou no ramo de oliveira que estava numa bacia, e respingou o morto com água benta. Depois deu os pêsames à viúva, aos filhos e à restante família.
Eu teria os meus oito anitos e foi a primeira vez que vi a cara de um defunto e disso haveria de me gabar perante os meus irmãos, como acto de iniciação e de coragem.
Não tardou que chegasse o vigário, acompanhado por dois acólitos, bem como o juiz da irmandade e dois confrades. O juiz transportava a bandeira, um irmão a cruz e o outro, que ainda era muito jovem, levava uma sineta, que badalava sem cessar. Vestiam opas roxas, da cor da morte, e colocaram-se à entrada da casa. Só o padre entrou com os acólitos, mas logo saíram acompanhando o caixão. Desatou então uma tremenda choradeira, provocada pelos membros da família que se agarravam ao féretro, mas também por um grupo de carpideiras que, soube-o depois, haviam sido para isso chamadas, a troco de uma cesta de batatas.
O cortejo seguiu até à Igreja de S. João, onde se juntara uma vintena de padres, devidamente aprestados, para cantarem os ofícios de corpo presente. Depois foi a romagem ao cemitério, numa enorme coluna negra, de gente sisuda, que seguia com todo o respeito, e onde ninguém ousava falar ou esboçar um sorriso.
Também nisto dos funerais se vê a mudança dos tempos. Já ninguém fala da morte, porque a morte tem peçonha. Nas cidades só vão aos funerais os familiares e os amigos mais chegados, bem como, por obrigação, os funcionários das agências funerárias, e o padre, quando se realizam com sacramentos religiosos, o que muitas vezes não sucede.
«Tornadoiro», crónica de Ventura Reis

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.146.893 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios