Não são dos meus filmes preferidos, mas as comédias britânicas da série «Com Jeito Vai…» por certo vão ficar na memória da cultura colectiva. E os seus fãs perderam há duas semanas o seu criador, Peter Rogers, aos 95 anos, vítima de doença súbita.

Pedro Miguel Fernandes - Série BFoi este produtor britânico, nascido em 1914, que deu aos adeptos da comédia algo desbragada e até certo ponto um bocado brejeira, um total de 31 filmes, todos com o título a começar por «Com Jeito Vai…», onde não havia regras de bom gosto, como mandam as regras do humor britânico. Tudo começou ainda no final dos anos 50 do século passado, quando Peter Rogers decidiu criar o primeiro filme da série em 1958, com dois actores que continuaram presentes ao longo da série: Kenneth Williams e Ken Connor.
Desde esse primeiro «Com Jeito Vai… Sargento» foi sempre a somar, e os protagonistas da série acabaram por surgir em aventuras nos mais variados cenários, desde a Antiguidade de Roma e Egipto até épocas mais recentes, com filmes passados em hospitais, fábricas ou em férias com turistas britânicos. Como exemplo do humor sem regras desta série, logo ao segundo filme, o argumento colocou os protagonistas num hospital onde os pacientes resolveram criar uma revolução para serem eles próprios os médicos.
Vários críticos compararam esta série como a imagem oposta à de James Bond sobre a forma como os súbditos de Sua Majestade se vêem a si próprios e o próprio mundo vê os britânicos, sem o glamour do espião 007. Quanto à definição dos seus filmes, Peter Rogers foi bem claro ao afirmar recentemente que «os filmes eram todos parecidos, não eram? Fizemos 31 filmes baseados na mesma piada».
A série acabou na década de 1990, longe do auge nos anos 60 e 70, quando a saga atingiu o pico da popularidade. O último título foi «Carry On…Columbus», mas os Media do Reino Unido referem que o produtor tinha ideia de criar pelo menos mais um episódio, vontade que acabou por não se concretizar devido à doença de Peter Rogers.
«Série B», opinião de Pedro Miguel Fernandes

pedrompfernandes@sapo.pt