«Verdes são os campos» é a denominação escolhida para o espaço lisboeta pelo agrupamento de associações de promoção regional de que faz parte a Pró-Raia. A loja com dois pisos e pátio interior, está situada na rua da Casa de Fernando Pessoa e na montra, em lugar de destaque, está o poema de Luís de Camões que dá nome ao projecto de desenvolvimento associativo.

Loja da Pró-Raia em LisboaO projecto «Verdes são os campos» resulta de uma parceria entre a Pró-Raia (Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro-Norte) e a chefe-de-fila ADIRN (Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte), Tagus (Associação para o Desenvolvimento do Ribatejo Interior), Beira Douro (Associação de Desenvolvimento do Vale do Douro), Leader Sor (Associação para o Desenvolvimento Rural Integrado do Sôr), a ADL (Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano), Raia Histórica (Trancoso) e Acaporama (Associação de Casas do Povo da Região Autónoma da Madeira).
O investimento total da Pró-Raia atinge os 53.750 euros comparticipados pelo FEOGA com 30.825 euros e pelo MADRP (Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas) com 16.597 euros e pela componente privada da própria associação com cerca de seis mil euros.
As associações que integram o projecto pretendem promover e representar os produtos turísticos das zonas parceiras no projecto «Animação e Comercialização de Produtos Turísticos em Meio Urbano». No acto oficial esteve presente uma delegação da Pró-Raia composta pela presidente Lurdes Saavedra, o vice-presidente António Robalo e o colaborador Paulo Marques.
A escritura pública da loja com dois pisos e pátio interior foi oficializada a 28 de Maio de 2008 num cartório notarial em Lisboa. O espaço situa-se em Campo de Ourique, um bairro lisboeta no coração da cidade, onde o comércio tradicional se mistura com as lojas de marcas internacionais. A loja, situada muito perto da Casa Fernando Pessoa, servirá como estrutura de suporte técnico e logístico de apoio à animação e dinamização da comercialização de produtos turísticos em ambiente urbano, junto dos potenciais consumidores citadinos.
Loja da Pró-Raia em LisboaA Pró-Raia – Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro Norte, nasceu em 1994, com o objectivo de promover os espaços naturais e valores patrimoniais, a preservação do ambiente, o reforço da identidade local e o apoio à transformação e comercialização dos produtos locais dos concelhos do Sabugal e da Guarda.
A Pró-Raia conta com os seguintes associados públicos: AAPIM, ACRIGUARDA, ACRISABUGAL, ADES, Associação Comercial da Guarda, Associação Cultural e Recreativa de Fernão Joanes, Associação da Juventude Activa da Castanheira, Associação de Jogos Tradicionais da Guarda, Caixa de Crédito Agrícola Mutúo da Região do Fundão e Sabugal, Caixa de Crédito Agrícola Mutúo da Serra da Estrela, Câmara Municipal da Guarda, Câmara Municipal do Sabugal, Casa do Concelho do Sabugal, Centro Cultural de Famalicão da Serra, Centro Social e Paroquial de Maçaínhas, CERCIG, Coopcôa, Empresa Municipal do Sabugal +, Externato Secundário do Soito, Fundação Frei Pedro, Matadouro da Beira Alta, SA, NERGA, NDS – Núcleo Desportivo e Social, Santa Casa da Misericórdia da Guarda, Santa Casa da Misericórdia do Sabugal e Trepadeira Azul.

Em breve será inaugurada no Sabugal a delegação da Pró-Raia que irá utilizar as remodeladas instalações do antigo matadouro junto ao Museu Municipal.
Com a abertura da delegação da Pró-Raia a ADES-Associação Desenvolvimento Sabugal terá a sua área de acção ocupada e as suas competências descapitalizadas tendo, obrigatoriamente, de repensar o seu posicionamento e a sua real importância (e necessidade) na nova realidade do concelho do Sabugal. Quando se pode pedir directamente a Deus…
jcl

Anúncios