A Câmara Municipal de Trancoso e a Junta de Freguesia da Cogula, com o apoio da Trancoso Eventos (entidade empresarial municipal), comemoram, no dia 18 de Abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios com a inauguração do Centro Interpretativo de Cogula.

Porta d'El Rey em TrancosoAs comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, embora simbológicas, têm no concelho de Trancoso um significado de grande alcance tendo em conta a riqueza patrimonial aqui existente, dispersa pela sede de concelho e suas freguesias, ricas em monumentos, manifestações e vestígios do passado de várias épocas da História, que consolidam a identidade dos povos e das regiões.
A Câmara Municipal de Trancoso e a Junta de Freguesia de Cogula promovem no sábado, 18 de Abril, várias actividades relacionadas com a data pretendendo, assim, contribuir para aumentar a consciência pública relativamente à diversidade do património e aos esforços necessários para o proteger e conservar, permitindo, ainda, alertar para a sua vulnerabilidade.
O Centro Interpretativo de Cogula resulta da reabilitação de dois edifícios de arquitectura rural, embora com alguma traça, que vai constituir-se em Centro de Difusão Cultural e Turístico numa região e num concelho que é, pela sua localização geográfica, uma porta de entrada para o Património da Humanidade, a norte, representado pelo Douro Vinhateiro e Parque Arqueológico do Vale do Côa.
A obra representa um investimento aproximado de 200 mil euros e inclui posto de informação turística, posto Internet, biblioteca, venda de lembranças e artigos vários, artesanato.
O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado, pelo ICOMOS- Conselho Internacional de Monumentos e Sítios, em 18 de Abril de 1982 e aprovado pela UNESCO no ano seguinte. O ICOMOS elegeu como tema estruturante do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios de 2009 o tópico «O Património e a Ciência», com o objectivo de proporcionar uma oportunidade de reflexão acerca do papel da ciência (e tecnologia) no património culturalA criação deste Centro Interpretativo de Cogula é encarado pelo Presidente do Município de Trancoso, Júlio Sarmento, como uma mais-valia para a divulgação das riquezas patrimoniais locais e do concelho, numa zona de entrada no Douro, com riqueza patrimonial importante e património imaterial variado e rico.Este equipamento insere-se na politica descentralizada para a valorização das freguesias rurais do concelho encetada pela Câmara Municipal de Trancoso, integrada, por seu turno, no amplo projecto de desenvolvimento para o concelho que se pretende integrado, sustentável e harmonioso.
aps

Anúncios