A Luz vem do Oriente.

António EmidioTodas as civilizações são perecedouras. A história mostra-nos isso com toda a evidência. O Ocidente (EU e UE), a nossa civilização, está a perder influência, e é muito provável que lhe tenha chegado o fim, não num futuro próximo, mas a longo prazo. As civilizações e os impérios são como os velhos guerreiros, não caem de um dia para o outro, demoram a cair. E quem virá ocupar esse lugar? Já há muito tempo que se fala no Oriente, quem não se lembra da potência económica que foi o Japão? Podemos considerá-lo o prelúdio do aparecimento das potências económicas asiáticas. O Ocidente tem que enfrentar-se de maneira cada vez mais acentuada ao desenvolvimento económico, produtivo, demográfico e militar desses países que têm à cabeça a China e a Índia.
Que armas vão ser usadas por esses países para liderarem o Mundo? O mesmo processo de Globalização criado pelo capitalismo americano e europeu: a conquista de mercados, a competitividade, a eficácia, a «cultura do esforço» e a «cultura do rendimento». Copiaram também os mesmos métodos do capitalismo da América e da Europa quando do seu auge, jornadas de trabalho esgotadoras, salários de miséria, pouca ou nenhuma cobertura social, exploração do trabalho infantil, e até a escravatura, que foi muito usada pelos USA. No Ocidente sabe-se que é assim que se trabalha nesses países, mas isso não obsta a que muitas empresas ocidentais se lá instalem para fabrico de grande parte dos seus produtos, reduzindo gastos com os salários para melhor competir no mercado.
Também a nível político vemos constantemente governantes americanos e europeus deslocarem-se à China para realizarem grandes negócios, importando-se pouco com a violação dos direitos humanos, que por lá é muito habitual. Presentemente, sem a ajuda da China, Washington não pode recuperar a sua economia, por aí se vê a potência económica que ela já demonstra ser.
Durante mais de um século a humanidade tem vivido debaixo do poder de dois partidos estado-unidenses, os Democratas e os Republicanos que desde Washington emanam as leis que pelas quais se rege o Mundo. Se o poder dos USA. for substituído pelo Chinês, as leis (principalmente as económicas) passarão a vir de Pequim, mas como na China existe um só partido, o Partido Comunista Chinês, a humanidade passará a ser regida por um partido comunista…É muito provável que alguns leitores (as) tenham começado já a rasgar as vestes ao lerem isto, não vale a pena! Muita água irá passar debaixo das pontes até que isso possa acontecer, se é que acontece. Mas uma coisa é certa, a nossa civilização perecerá para dar lugar a outra.
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

ant.emidio@gmail.com

Anúncios