O major Cunha Rasteiro, da GNR da Guarda, anunciou este sábado a apreensão de artigos contrafeitos destinados à feira de Vilar Formoso.

Cunha RasteiroA GNR da Guarda apreendeu este sábado, 4 de Abril, 6200 peças de vestuário, calçado e acessórios de moda contrafeitos, no valor de 210 mil euros, que se destinavam a ser comercializados na feira de Vilar Formoso. As calças, camisolas, fatos de treino, sapatilhas, sapatos, malas de senhora e cintos de marcas internacionais estavam na posse de cinco vendedores ambulantes, um da zona da Guarda e quatro de Lisboa que foram identificados durante a acção policial.
«Trata-se da maior operação do género alguma vez realizada no distrito. Os artigos eram transportados em viaturas e destinavam-se a ser vendidos na feira da localidade fronteiriça», esclareceu o major Cunha Rasteiro, relações públicas do Comando Territorial da GNR da Guarda.
Durante a operação em que participaram 50 militares da GNR da Guarda foram ainda detidos três indivíduos, um por falsificação de carta de condução, outro por excesso de álcool e um terceiro por desobediência à autoridade.
jcl

Anúncios