Os Adiafa são um grupo que pretende a divulgação do «cante» do Baixo Alentejo e do instrumento que lhe está associado – a viola campaniça.

Joao Aristides DuarteFormaram-se em 1998, por iniciativa de José Emídio e Paulo Colaço.
«Explodiram» em 2002 com a edição do disco «Adiafa» que continha o grande sucesso «As Meninas da Ribeira do Sado».
São oriundos da Vidigueira.
O grupo já teve diversas formações, tendo dele feito parte músicos como Paulo Colaço, José Emídio, António «Tói Marreco» Santos, Emídio Zarcos (já falecido), Manuel Bexiga, Luís Espinho, João Paulo Sousa, Joaquim Simões, António Caturra e João Cataluna.
Em 14 de Agosto de 2006 actuaram na Sacaparte, nas Festas de Alfaiates.
Por indicação da Comissão de Festas, o concerto com os Adiafa foi agendado para as 22 horas, o que se revelou um erro.
No entanto, para mim, até foi bom, uma vez que tive oportunidade, de logo a seguir, ir para Rendo ver os Quadrilha ao vivo. Ou seja, nesse dia vi dois concertos de música popular/ tradicional portuguesa, na mesma noite.
Normalmente, costuma acontecer um baile com um conjunto antes da actuação do artista ou grupo conhecido a nível nacional.
Neste caso, tal não aconteceu.
Como sei bem que a maioria das pessoas não costumam ler os cartazes das Festas, já esperava que pouca gente comparecesse ao concerto. E não me enganei.
AdiafaA maioria das pessoas estava à espera do início do baile, quando os Adiafa começaram o seu concerto. Por vezes, quem organiza não sabe bem o que está a fazer. Neste caso, se calhar, tentaram agendar para mais cedo para que as pessoas não se queixassem que os espectáculos se iniciam muito tarde. Mas não resultou.
Actuaram com o sistema de som e luzes do grupo de baile contratado para essa noite (Grupo FH 5, de Tomar).
Com tão pouca gente presente no concerto, era natural que não corresse muito bem, mas o que não seria de esperar era que uma mulher tivesse interrompido o concerto, dirigindo-se em termos agressivos ao grupo, pedindo-lhe para tocarem música de baile, pensando que se tratava do conjunto que animaria as pessoas para dançar.
Em termos musicais o concerto foi bastante bom, tendo os Adiafa interpretado os temas que os tornaram famosos em todo os país, tais como «Não Quero Que Vás À Monda», «Altinho», «A Velha Com Qu’êi Casi», «Meus Senhores», «Pêra Madura» e a inevitável «As Meninas da Ribeira do Sado».
O grupo interpretou os temas todos ao vivo, usando violas campaniças e instrumentos populares de percussão. As vozes estavam muito afinadas, como é timbre dos cantores alentejanos.
Todas as letras dos Adiafa, bem como as suas intervenções em palco, entre os temas têm uma grande dose de humor. Por vezes bastante subtil, o humor dos Adiafa não foi, no entanto, compreendido pela maioria do público presente nas Festas de Alfaiates, o que foi pena.
«Música, Músicas…», opinião de João Aristides Duarte

akapunkrural@gmail.com

Anúncios