Decorria o mês de Março do ano de 1989 quando um jovem investigador do CERN, Tim Berners–Lee, surpreendeu o seu supervisor, Mike Sendall, com um documento intitulado «Gestão de informação: uma proposta» («Information Management: a Proposal»). Mas Tim Berners–Lee estava muito longe de pensar que a partir dali o mundo mudaria para sempre. Um ano depois nascia a World Wide Web.

Tim Berners-LeeDurante o dia de hoje, 13 de Março, este momento crucial da história da Humanidade foi recordado na conferência do CERN, organizada em Genebra, e onde Sir Tim Berners-Lee deliciou a plateia com uma demonstração do browser original.
Mas para percebermos melhor a importância daquilo que este físico britânico inventou basta analisar o mundo informático como o conhecemos hoje.
No documento original entregue a Mike Sendal ele propunha-se resolver a gestão de grandes volumes de informação que eram produzidos como resultado de mega-projectos como, por exemplo, o acelerador de partículas LHC (Large Hadron Collider) que já foi notícia neste Bogue.
Mas como é que era seria possível gerir com facilidade grandes volumes de informação na rede mundial? Tim Berners-Lee inventou um sistema de informação interligada, recorrendo a um sistema textual não-linear, ou hipertexto, denominado HTML (HyperText Markup Language) onde todos os documentos necessários são acedidos por um browser. Este sistema tinha que ser suportado por uma rede informática e então cá estamos 20 anos depois ligados a este sistema de «coisas» que se chama Internet. Os browsers mais utilizados são o Internet Explorer da Microsoft e o Firefox da Mozilla, estamos todos ligados em rede e o mundo encontra-se finalmente unido.
Pela informação, pelos interesses em comum, por bibliotecas do tamanho do mundo. Podemos também viajar para Nova Iorque, Londres, Paris e outras cidades mundiais onde já é possível ver em pormenor as casas e as ruas. O limite está longe de ser alcançado e o mundo abriu-se e uniu-se em forma de Internet.
Os nossos parabéns a Sir Tim Berners-Lee e o nosso muito obrigado em forma de www.
aps

Anúncios