Já está em instalação o centro de abate de automóveis na Guarda, o qual estará a funcionar até ao Verão, o que permitirá a remoção das sucatas ilegais no distrito.

SucateirosApenas falta instalar centros de abate na Guarda e em Beja para que todos os distritos do continente fiquem cobertos e prontos a remover os carros velhos e inoperativos.
O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional, Nunes Correia, anunciou ontem, em Amarante, que até ao Verão serão eliminadas as mais de 700 sucatas ilegais de automóveis que tinham sido identificadas em Junho de 2008.
«Até ao Verão concluímos a remoção de mais de 700 depósitos ilegais de sucata. Neste momento, já vamos em 450 que foram ou removidos ou, por satisfazerem os requisitos ambientais, estão a ser licenciados», afirmou o governante, que falava à margem da inauguração da Re-Source Portuguesa, unidade industrial que vai criar 50 postos de trabalho e tem capacidade para receber cerca de seis mil automóveis por ano.
Nunes Correia salientou o facto de com as novas instalações industriais, onde é feita toda a desmontagem dos veículos em fim de vida, se faz o aproveitamento de mais de 80 por cento dos seus materiais.
O governante lembrou que só a entrega do veículo automóvel em fim de vida a um centro de abate licenciado permitirá ao proprietário deixar de pagar anualmente o Imposto Único de Circulação (UIC), medida que acabou com os carros velhos abandonados nas ruas.
plb

Anúncios