Recentemente foram apresentadas uma estratégia e um plano de acção para o desenvolvimento de uma plataforma pragmática de cooperação transfronteiriça envolvendo a Região Centro de Portugal e a Região de Castilla y León de Espanha.

Ramiro Matos – «Sabugal Melhor»Tendo iniciado a apresentação deste Projecto na crónica anterior, apresento hoje, de forma sumária os restantes Projectos-âncora que o constituem.
3 – Projecto-âncora Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, visando criar uma rede de cidades sustentáveis nas duas Regiões, de modo a alcançar os seguintes objectivos:
(i) Avançar para uma gestão integrada do meio ambiente urbano;
(ii) Aumentar a consciência ambiental dos cidadãos;
(iii) Melhorar as condições de vida das cidades, tornando-as mais atractivas e favorecendo o desenvolvimento das suas economias.
4. Projecto-âncora Turismo, criando um «cluster atractivo regional» com base na integração dos recursos mais distintivos dos territórios,principais:
4.1. um Gabinete de Iniciativas Turísticas Centro-Castilla Y Léon; e,
4.2. um Observatório do Turismo Centro-Castilla Y Léon.
5. Projecto-âncora Inovação e Desenvolvimento Tecnológico, visando criar um Sistema Regional de Inovação que, partindo da caracterização da situação de partida do Sistema Regional de Inovação de cada uma das Regiões, permita construir e actualizar de forma dinâmica uma plataforma de recolha, sistematização e disseminação/transferência de conhecimento e de tecnologia produzida no seio dos sistemas regionais de inovação destas duas regiões, potenciando o aproveitamento de oportunidades de cooperação entre as duas regiões ao nível da investigação e do desenvolvimento tecnológico.
6. Projecto-âncora Indústria. Comércio e Serviços criando uma Rede de Apoio ao Desenvolvimento Empresarial que envolva os diferentes actores regionais públicos e privados e tendo como missão principal conjugar os esforços que ambas as regiões vêm realizando no âmbito do empreendedorismo, da incubação de empresas, da modernização estratégica e da internacionalização empresarial.
Este é um Documento estratégico da máxima importância, potenciador da criação de uma nova centralidade ibérica.
A localização do Concelho do Sabugal, ao mesmo tempo excêntrica e próxima do Corredor principal Aveiro-Guarda-Salamanca-Valladolid, impõe uma abordagem muito cuidadosa das estratégias de desenvolvimento a seguir nos próximos tempos.
Definir uma linha de rumo que nos afaste deste Corredor pode significar, a curto prazo, a manutenção ou mesmo o agravamento das condições de vida dos sabugalenses e dos processos de desertificação que se vêm verificando.
A hora é de decisões urgentes, mas é também a hora de acabar com decisões cujos fundamentos não resistem a uma mera confrontação com as dinâmicas regionais em definição ou já estabelecidas.
O Sabugal não é uma ilha isolada, e temos de apanhar a carruagem da frente do comboio do desenvolvimento regional. Ou então, ficar na estação a dizer adeus aos Concelhos vizinhos que souberam incorporar o pelotão da frente do desenvolvimento das regiões Centro e Castilla Y Léon.
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

rmlmatos@gmail.com

Anúncios