Recentemente foram apresentadas uma estratégia e um plano de acção para o desenvolvimento de uma plataforma pragmática de cooperação transfronteiriça envolvendo a Região Centro de Portugal e a Região de Castilla y León de Espanha.

Ramiro Matos – «Sabugal Melhor»Da máxima importância para a definição de estratégias de desenvolvimento locais, o Projecto divulgado, e cuja apresentação hoje inicio, reconhece a importância do desenvolvimento competitivo das principais cidades das duas regiões articulada com a regeneração dos restantes pólos urbanos, densificando as relações entre os espaços mais dinâmicos das duas regiões, qualificando a sua mobilidade interna e internacional, transformando uma simples continuidade geográfica num instrumento central de cooperação territorial activa para a promoção sustentada da atractividade das duas Regiões captando residentes, visitantes e investidores.
A estratégia de valorização territorial do projecto «MIT», procura potenciar os transportes, que estão construídos ou em vias de construção, atraindo novas actividades económicas, favorecendo novas polarizações industriais, gerando serviços com maior valor acrescentado e incentivando a sua abertura à inovação e ao tecnológico, com base na combinação de vantagens (facilidades) de localização empresarial e de fixação de residência.
A proposta central do MIT concretiza-se num conjunto de seis projectos-âncora:
1 – Projecto-âncora Transportes e Logística assente em quatro linhas de actuação:
1.1. Estruturar o Eixo Transeuropeu através de centros logísticos intermodais ferro-terrestre-marítimo, estrategicamente interligados e coincidentes com os projectos regionais ja aprovados e em marcha, coordenados como parte de um todo (ganhamdo aqui nova importância a PLIE da Guarda);
1.2. Criar ferramentas electrónicas de consolidação de cargas que assegurem o funcionamento integrado de todas as plataformas;
1.3. Criar uma linha de cabotajem/short sea shipping desde os portos portugueses da Região Centro (Aveiro e Figueira da Foz), para e do norte de Europa, eliminando grande número de veículos das estradas;
1.4. Criar um corredor ferroviário Aveiro-Salamanca-Valladolid (utilizando a Linha da beira Alta, logo, passando na Cerdeira…).
2 – Projecto-âncora Ordenamento do Território, potenciando o funcionamento em rede das cidades de Portugal e Espanha, e visando:
(i) Promover políticas de interesse comum, tendo sempre presente a necessidade de estimular a inovação e a competitividade dos territórios e dos agentes;
(ii) Facilitar a troca de experiências;
(iii) Ganhar dimensão para a concretização de programas integrados;
(iv) Organizar acções de intervenção a nível peninsular ou europeu;
(v) Contribuir para o reforço da cooperação entre agentes económicos, universidades, agentes culturais, etc., das duas regiões;
(vi) Promover políticas activas de reforço da coesão social e territorial.
Na próxima crónica terminarei a apresentação deste Projecto que considero da máxima importância para o futuro da Região Centro e, consequentemente do Concelho do Sabugal.
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

rmlmatos@gmail.com

Anúncios