A primeira rota turística de Figueira de Castelo Rodrigo vai ser lançada esta semana. Com folhetos em português, espanhol e inglês, a «Rota d’Alva e da flor da amendoeira» é a primeira de quatro que pretendem dar a conhecer o concelho a partir de Figueira de Castelo Rodrigo. O Passeio Ribeirinho, em construção, vai ligar o Rio Douro à foz do Águeda.

Figueira de Castelo RodrigoEsta rota é lançada ao mesmo tempo em que o Passeio Ribeirinho que liga o Rio Douro à foz do Águeda, em Barca d’Alva fica concluído.
Este Passeio Ribeirinho pretende criar uma zona de lazer com vista panorâmica sobre o Douro ao mesmo tempo que vai tentar revitalizar o antigo caminho do cais turístico-fluvial à Ponte Internacional que liga Portugal a Espanha.
As obras de construção do passeio ribeirinho, na margem esquerda do Rio Douro, em Barca d’Alva, já se encontram em fase de conclusão.
Esta intervenção levada a cabo pela autarquia Figueirense tem por objectivo criar em Barca d’Alva mais uma excelente zona de lazer com vista panorâmica sobre o Rio Douro, complementando assim a beleza desta localidade inserida no Parque Natural do Douro Internacional, ao mesmo tempo que revitaliza um antigo caminho que vai desde o cais turístico-fluvial à Ponte Internacional que liga Portugal a Espanha. São cerca de dois mil metros de percurso pedestre que vão permitir aos residentes e aos muitos milhares de turistas que passam por Barca d’Alva, o contacto com a natureza, podendo contemplar de bem perto, os Rios Douro e Águeda, que correm mesmo ali ao lado.
Este projecto contempla áreas para a prática de actividades físicas e de lazer e ainda um circuito para a prática de BTT. Ao longo do percurso, está prevista a plantação de várias árvores de pequeno porte, características da região, assim como serão também colocados bancos de granito e construídas duas pérgulas em madeira.
Face aos grandes investimentos levados a cabo pela autarquia figueirense, Barca d’Alva é hoje um importante pólo para o desenvolvimento turístico da região, onde desembarcam anualmente no cais turístico-fluvial cerca de quarenta mil turistas, vindos dos cruzeiros efectuados no Douro.
Esta localidade possui ainda magníficas paisagens naturais, tornando-se mais bela pelo bonito panorama que conferem as amendoeiras em flor, nos meses de Fevereiro e Março.
jcl