O Centro Nacional de Recuperação do Lince Ibérico (CNRLI), no concelho de Silves, Algarve, procura tratadores para acompanhar e criar o Lince Ibérico.

Cartaz da Campanha em Defesa do Lince da MalcataO Centro Nacional de Recuperação do Lince Ibérico faz parte do Programa de Conservação ex situ para o Lince Ibérico e pretende constituir uma equipa multidisciplinar e de orientação científica. Os tratadores funcionarão como primeira linha para assegurar o bem-estar dos linces do programa de reprodução em cativeiro, pelo que devem conhecer, profundamente, cada um dos linces do centro e trabalhar individualmente com eles, para assegurar o seu bem-estar em cativeiro e uma resposta adequada ao maneio necessário.
A equipa de tratadores terá a seu cargo algumas tarefas específicas como sejam a alimentação e cuidado diário dos felinos, o registo informatizado diário, a aplicação das diferentes técnicas de maneio de exemplares que se praticam no programa como, por exemplo, as uniões entre exemplares, prevenção e separação de lutas e maneio de crias.
Faz parte da proposta de trabalho a exigência da aplicação de medidas de biossegurança adequadas em todas as instalações e zelar pelo seu cumprimento por parte de todo o pessoal da equipa do centro ou colaboradores e levar a cabo as acções de enriquecimento ambiental nas instalações.
Outras das actividades dos futuros tratadores prendem-se em manter as instalações limpas e organizadas, tanto as instalações para animais como as de armazenamento e preparação de alimentos (limpeza e manutenção de jaulas para coelhos vivos) e manutenção das instalações (limpeza de câmaras, gestão da cobertura vegetal, verificação de vedações) e elaboração de novos elementos.
Os interessados deverão enviar curriculum vitae ou contactar Rodrigo Serra para o e-mail rserra@netcabo.pt ou pelo telemóvel 918942439.

O sucesso da reprodução do lince em Silves, poderá traduzir-se a médio prazo numa reintrodução controlada na Serra da Malcata, espero que tanto Penamacor como o Sabugal, não deixem de reclamar ao nível político, a reintrodução preferencial nesta área protegida. Seria até finalmente, muito boa justificação para a existência da própria Área Protegida que relembremos, foi criada exclusivamente para proteger o lince.
António Moura

Anúncios