A presidência da Câmara Municipal do Sabugal tomou posição pública sobre a notícia publicada no Capeia Arraiana referente às faltas graves detectadas no Portal de Turismo da Comunidade de Trabalho da Beira Interior Norte e Salamanca (BINSAL) destacando as potencialidades turísticas do Concelho do Sabugal e em especial sobre os cinco castelos das terras transcudanas da raia sabugalense. O município sabugalense mandou colocar off-line o portal até que os conteúdos estejam aprovados por todos os parceiros.

Manuel Rito AlvesNo documento oficial a que tivemos acesso endereçado ao Presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, chefe-de-fila do projecto BINSAL, a presidência da Câmara Municipal do Sabugal dá conta do seu descontentamento pela falta de cumprimento do que ficou acordado entre todos os parceiros.
Logo a abrir no ponto 1 o ofício sabugalense afirma que «em momento algum, tivemos acesso a qualquer documentação relativa ao procedimento de adjudicação do trabalho de execução da página de Internet da CT BIN-SAL, em particular do caderno de encargos, o que nos permitiria ter uma discussão pertinente sobre quais os principais conteúdos a colocar online».
Mais à frente o município recorda que em Maio de 2008 foi recebido «um ofício remetida pela Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo onde era solicitada autorização para utilização de informação do sítio deste Município, bem como o envio de conteúdos acerca de gastronomia, património, museus, arte sacra, actividades, de lazer e desporto, imagens do concelho, folhetos informativos entre outros» e que em Julho a Câmara Municipal do Sabugal informou que os conteúdos solicitados e respectivas fotografias se encontravam online no portal do município.
Após várias considerações de índole técnico o ponto 7 do referido comunicado adverte que «após consulta do portal do Territorio BINSAL, verificámos estarem em falta conteúdos que consideramos fundamentais relativamente ao concelho do Sabugal e que vos foram disponibilizados atempadamente. A título de exemplo, não se compreende porque não constam da Rota dos Castelos, os castelos do concelho do Sabugal, é por demais insuficiente a informação respeitante à Serra da Malcata (para além do portal oficial da Câmara Municipal do Sabugal, existem diversos outros na Internet onde consta informação detalhada a este respeito), não constam quaisquer fotografias dos projectos realizados no concelho, para além da estação meteorológica que nem sequer é mencionada como estando localizada no Sabugal».
A finalizar e em síntese o comunicado oficial assinado pelo Presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Manuel Rito Alves, demonstra o seu «desagrado pelo facto de não termos sido chamados a tomar conhecimento e emitir opinião sobre as várias fases da concepção do portal CT BIN-SAL» e por essa razão considera que «para além da escassez de conteúdos colocados online a sua falta de rigor afecta negativamente a imagem da Comunidade de Trabalho em geral, e deste concelho em particular, solicitamos que coloquem off-line o portal do CT BIN-SAL até haver concordância por parte de todos os parceiros relativamente à informação e conteúdos a que o mesmo se deve reportar».

n.d.r. Sugerimos um convite ao chefe-de-fila (presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo) e restantes (ir)responsáveis pela asneirada que visitem o concelho do Sabugal. Gostarão, decerto, de admirar os nossos castelos e restante património. E todos nós, eleitores, agradecemos que sejam dignos da tutela dos 3,3 milhões de euros que têm à vossa disposição para investir com qualidade e competência em defesa das terras e das gentes raianas.
jcl

Anúncios