O SIAC visa a melhoria da competitividade do país, de uma região, de um sector ou grupos de sectores organizados em redes associadas a estratégias de eficiência colectiva.

Ramiro Matos – «Sabugal Melhor»Está aberto até ao próximo dia 2 de Fevereiro um período de apresentação de candidaturas SIAC, que tem como objectivo a «promoção de actividades económicas em zonas urbanas, tendo como destinatários, em matéria de actividades, os sectores do comércio e dos serviços e, em matéria de território, as Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) (…)».
A leitura dos documentos que acompanham este Aviso, permitem constatar que se podem candidatar ao MERCA as, assim denominadas, Áreas Críticas de Recuperação e Reconversão Urbanística (ACRRU) «Núcleo Histórico da Vila do Sabugal» e «Aldeia da Sortelha».
Os Projectos a apresentar devem podes ser integrados numa das seguintes tipologias:
– Actividades de promoção, divulgação e imagem internacionais dos sectores, regiões e actividades com relevância para a economia nacional;
– Criação e dinamização de redes de suporte às empresas e empreendedores;
– Sensibilização para os factores críticos da competitividade e para o espírito empresarial.
As áreas de intervenção são:
– Inovação tecnológica, organizacional e de marketing;
– Ambiente e desenvolvimento sustentável;
– Informação de gestão orientada para PME;
– Promoção, divulgação e imagem de regiões, sectores, clusters, pólos de competitividade e tecnologia ou outras redes associadas a estratégias de eficiência colectiva;
– Valorização de recursos endógenos das regiões;
– Promoção de actividades económicas em zonas urbanas.
Por último, e no que diz respeito às entidades beneficiárias, dado que a elas compete apresentar candidaturas, são considerados como beneficiários:
– Unidades específicas de animação comercial e económica das Áreas Territoriais alvo dos projectos, designadamente Unidades de Acompanhamento e Coordenação (UAC) de projectos globais URBCOM;
– Associações Empresariais dos sectores do comércio e dos serviços.
As candidaturas a apresentar não podem ultrapassar os 200.000€.
Não tenho qualquer informação sobre se está em preparação alguma candidatura ao SIAC-MERCA.
Muitas vezes falamos dos problemas urbanos, da asfixia do comércio tradicional, da desertificação dos centros históricos (ainda há pouco tempo referi o facto de quase ninguém viver no interior das muralhas de Sortelha…).
Esta é uma oportunidade para pensar o que fazer, e podendo até elaborar duas candidaturas autónomas – Sabugal e Sortelha.
O prazo para elaborar as candidaturas é muito curto (teve início a 15 de Dezembro), e construir as Candidaturas é um processo difícil.
Mas esta é mais uma oportunidade que não podemos nem devemos perder.
Lamento não ter informação sobre se está em preparação alguma candidatura. Acredito que em 2 de Fevereiro se saberá que o Sabugal disse presente, pois essa sim seria uma boa nova neste ano que agora começa…
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

rmlmatos@gmail.com