You are currently browsing the daily archive for Quinta-feira, 1 Janeiro, 2009.

Para mim os dias de Natal e de Ano Novo são, acima de tudo, dias da solidariedade humana.

Ramiro Matos – «Sabugal Melhor»Há vários anos, uma familiar minha que vivia sozinha, dirigiu-se ao comércio onde era cliente há várias dezenas de anos, e bem conhecida do dono do pequeno comércio, colocou em cima do balcão açúcar, arroz, farinha e um frasco de veneno para os ratos. Quando ia pagar disse ao dono da loja «Levo só o veneno, pois já não vou precisar do resto.» Dois dias depois esta senhora foi descoberta morta na sua cama…
Peço desculpa de contar esta história triste, mas verdadeira, nestes dias festivos, mas ela leva-me directamente à minha reflexão: O dono desta loja conhecia perfeitamente a senhora, conhecia todos os seus familiares, mas, a insensibilidade humana que parece ter sido erigida como padrão das nossas vidas modernas, levou-o a nada fazer.
E nestes dias por muitos dedicada à família, não posso deixar de chamar a atenção para este fenómeno anti-social que nos corrói e que começa mesmo dentro da própria família.
E permitam-me, ainda, uma outra história verdadeira. Quando era vereador em Vila Franca de Xira, uma jornalista contactou-me, perguntando-me se não achava que a Câmara devia fazer alguma coisa por uma pessoa que vivia numa casa sem condições. Respondi que sim, mas perguntei-lhe se já havia feito a mesma pergunta à família da senhora.
Na verdade, as questões de solidariedade social devem começar na nossa própria família. E apesar das reformas baixas, como muitos dos nossos pais e avós hoje têm, os primeiros responsáveis pela qualidade de vida dos mesmos devemos ser nós, os filhos e os netos, e não o Estado.
Uma outra dimensão é a da vizinhança. Ainda sou do tempo em que vizinho era sinónimo de amizade, de convivência na rua, de entreajuda. Esta forma de solidariedade é hoje ainda mais necessária. Cada um de nós tem o dever de estar atento ao que se passa à nossa volta. E se um vizinho passar fome, ou viver completamente isolado e só, ou tiver problemas de saúde, este deve ser um problema de todos e, de uma maneira ou de outra, os vizinhos devem ser os primeiros a procurar minorar a situação daquele ser humano.
Por fim, uma última reflexão. Que sentido de vida estamos a dar aos nossos filhos? Estaremos a ensinar-lhes que o importante é ser e não ter? Estaremos a dar-lhe lições de solidariedade humana ou a criar seres isolados, vivendo para o seu bem-estar, indiferentes ao que se passa à sua volta?
Proponho a todos que quando estiverem em família, guardem um momento para pensar se têm sido solidários como os vossos, se, por vezes o lufa-lufa da vida não vos levou a esquecer os pais e avós, se tudo fizeram para ajudar o outro, se estão a contribuir para que os vossos filhos se transformem em seres humanos de bem e solidários.

ps. Havia no Sabugal, e penso que em algumas famílias tal se mantém, a regra de na manhã de Ano Novo, a primeira pessoa a entrar na casa fosse um homem que, ao entrar com o pé direito à frente, dizia em voz bem alta «entradas do novo, saídas do velho», sendo presenteado com uma qualquer bebida e comida. Era um uso tradicional que dava sorte àquela família para o ano que chegava. Eu ainda o faço na minha casa…
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

rmlmatos@gmail.com

Anúncios

«Dever cumprido» é o sentimento do Major Luís Cunha Rasteiro, o sabugalense que esteve um ano e meio como comandante do Grupo da Guarda da GNR. Com a nova Lei Orgânica da GNR o Grupo foi extinto, passando a Comando Territorial, devendo ser chefiado por coronel. O cargo vai ser ocupado pelo Coronel Monteiro Antunes, que tomará posse no próximo dia 5 de Janeiro.

Major Cunha Rasteiro (Comandante do Grupo Territorial da GNR da Guarda)Que balanço faz da sua actuação enquanto comandante da GNR da Guarda?
Tenho o sentimento do dever cumprido. Embora numa situação transitória, assumi o comando do Grupo Territorial da Guarda com um objectivo em mente: conseguir mais e melhor segurança para o distrito. Posso afirmar que nesse aspecto essencial as coisas correram bem. Embora a pequena criminalidade tenha aumentado ligeiramente, situação que de resto terá acontecido em todo o País, o que posso garantir, com os dados de que disponho, é que a criminalidade violenta diminuiu no distrito e considero este resultado muito importante, porque isso traduz-se num maior sentimento de segurança por parte das populações.
Sente que a GNR está mais próxima das pessoas?
A nossa razão de existir são as pessoas. Preocupei-me muito com a prevenção da criminalidade, procurando aproximar-me de diversos segmentos da população do distrito, o que foi bem visível com as sucessivas acções de sensibilização junto da população mais vulnerável, como as crianças e os idosos. Nessas acções procurámos ensinar as boas práticas para uma melhor auto-protecção. São as chamadas «medidas passivas», que aliadas a um constante patrulhamento dos nossos militares levam a uma Guarda de proximidade. Mas também houve uma actuação firme quando foi necessário, tendo aumentado o número de detenções efectuadas e o número de autuações. Também se conseguiram melhorias ao nível de alguns quartéis e a afectação de mais viaturas ligeiras aos postos territoriais.
E no concelho do Sabugal também houve melhorias?
Desde logo no aumento do número de efectivos. No Sabugal havia 18 efectivos e hoje o posto tem 23 militares. O mesmo sucedeu no Soito, onde havia sete militares e agora existem 12. Isso melhorou muito a capacidade operacional destes dois postos, aliada ao facto de ambos os passarem a dispor de mais uma viatura ligeira, hoje um meio essencial para um patrulhamento mais eficaz.
Quer destacar algum momento marcante neste ano e meio em que comandou a GNR do distrito?
Houve vários momentos marcantes. Desde logo o falecimento de alguns militares que estavam no activo. Felizmente não houve mortes por razões de serviço, mas perder militares na altura em que estão em funções é algo muito negativo e que nos toca. Depois também houve alguns momentos difíceis, como a greve dos camionistas e as situações de criminalidade violenta, mas tudo foi resolvido da melhor forma. O mais tocante são sempre as situações que envolvem vítimas e dentro destas destaco as situações de violência sobre idosos, que infelizmente estão a crescer.
Refere-se a violência provocada por criminosos que querem extorquir pessoas de idade?
Não, o que cresceu foram as situações de violência sobre idosos provocadas no seio familiar. É um tipo de violência doméstica que é pouco falado mas que tem vindo a crescer no distrito.
E a violência doméstica em geral também tem crescido?
As denúncias desse tipo de crime cresceram muito, mas penso que isso se deve sobretudo ao facto das vítimas perderem o medo, ganhando coragem para denunciar. Pode não se tratar de um aumento real desse tipo de violência.
Falou-se muito, há um tempo atrás, na possibilidade de serem encerrados postos pequenos, como o do Soito. Qual é o ponto da situação?
O Ministério da Administração Interna há muito que garantiu que não haverá encerramento de postos, pelo que a questão hoje não se coloca. Além do mais, e no que se refere especificamente ao concelho do Sabugal, temos de ter em conta que se trata de um concelho muito extenso e com muitas aldeias, pelo que se justifica claramente a existência de dois postos, tendo aliás aumentado os seus efectivos, como já referi.
No concelho do Sabugal têm vindo a suceder-se situações de furtos em igrejas. Houve já resultados por parte das investigações que decorreram na sequência desses casos?
Não é apenas no sabugal que isso acontece. Isto é uma consequência desagradável da desertificação humana de todo o interior do país. Havendo menos pessoas as igrejas, os cemitérios e os monumentos estão menos protegidos e os prevaricadores sentem-se mais à vontade para agir. Há um programa da Polícia Judiciária chamado «Igreja Segura», que procura prevenir as situações de furto de arte sacra. Nós temos vindo a sensibilizar os párocos para tomarem algumas das medidas aí previstas, como a inventariação do património das igrejas e mantê-las fechadas à noite. Quando às investigações em curso, posso garantir que algumas que são da competência da GNR vão produzir resultados a breve trecho.
Vai permanecer no Comando Territorial da Guarda?
Sim. Vou ficar responsável pela investigação criminal e pela secção de operações. Sinto que nessas funções poderei continuar a servir bem a instituição a que pertenço e ser útil ao meu distrito e ao meu concelho.
plb

Por ocasião das comemorações dos 30 anos de actividade profissional da companhia de teatro Pé de Vento, está em cena uma peça da autoria do escritor sabugalense Manuel António Pina, intitulada «História de um sábio fechado na sua biblioteca».

O Sábio na sua bibliotecaHá 30 anos o Pé de Vento ensaiava o seu primeiro espectáculo enquanto Companhia Profissional de Teatro para a Infância e Juventude, com um texto de Manuel António Pina, intitulado «Ventolão, o maior intelectual do mundo». Agora, na comemoração das três décadas de actividade, a companhia quis assinalar a efeméride com uma outra peça do autor sabugalense, intitulada «História de um sábio fechado na sua biblioteca».
A «História de um sábio fechado na sua biblioteca» tem por principal protagonista um Sábio chinês que vivia há muitos anos fechado na sua Biblioteca e sabia tudo. Ora, como conhecia todas as coisas, a sua vida era muito triste e desinteressante, até que um dia um estrangeiro bateu à porta da Biblioteca…
A companhia de teatro, com sede no Porto, tem vindo a colocar em cena várias peças de Manuel António Pina, autor que de resto faz parte do núcleo impulsionador e fundador da companhia, enquanto escritor residente.
As comemorações integram ainda uma exposição onde se apresentam «fragmentos de memória», que incluem cenários, figurinos, máscaras, cartazes, máquinas, maquetas e notícias de jornais. A mostra estará patente até 20 de Fevereiro na Galeria da Biblioteca Almeida Garrett, no Porto, local onde igualmente a peça de Manuel António Pina tem estado em cena.
plb

Entrámos no ano 2009, o qual se antevê ficar marcado politicamente pelos diversos actos eleitorais que decorrerão no país: europeias, autárquicas e legislativas. Do quadro eleitoral apenas se não realizam eleições presidenciais.

Os candidatosAs eleições para o Parlamento Europeu decorrerão provavelmente a 13 de Junho e por elas elegeremos os 24 eurodeputados que nos representarão em Estrasburgo. Estas eleições costumam ser mornas e desinteressantes, mas este ano, elas serão o primeiro ensaio para as legislativas, que se realizarão lá para o final de Setembro ou o início de Outubro, em data ainda improvável, mas que tudo leva a crer que acontecerá antes das eleições autárquicas.
O acto eleitoral pelo qual se elegem os deputados para a Assembleia da república, e o futuro governo do País, antevêem-se muito duras. O Partido Socialista de José Sócrates mantém-se claramente à frente nas sondagens, mas ainda muita água vai passar debaixo das pontes até que os portugueses tenham de votar. Tudo pode suceder, com o restantes espectro partidário à espreita da oportunidade de derrubar o PS ou de, pelo menos, lhe fazer cair a maioria absoluta.
As autárquicas deverão seguir-se imediatamente às legislativas, mas pode suceder o inverso. Porém o cenário mais realista é que aconteçam em Outubro. Por força desta proximidade eleitoral, mais do que nunca as eleições locais serão influenciadas pelas questões nacionais, e muito provavelmente os verdadeiros problemas locais ficarão secundarizados face á eminência da política geral do país.
Será nesse turbilhão político que também o concelho do Sabugal irá a votos para escolher a composição dos seus órgãos autárquicos. António Robalo pelo PSD, António Dionísio pelo PS e Joaquim Ricardo pelo MPT já estão na corrida e a eles irá juntar-se pelo menos ainda o candidato da CDU. O ano de 2009 será vivido intensamente no concelho, advinhando-se renhidos debates, exuberantes comícios e acções de campanha, incluindo as caravanas automóveis e outras acções de rua.
Os dados estão lançados e o Capeia Arraiana cá estará para dar nota do que vai sucedendo, cumprindo com responsabilidade, aquilo que se tornou uma exigência: informar com isenção, sem deixar de ser um espaço para o livre debate acerca das opções que temos de tomar.
Um bom e feliz ano de 2009 é pois o que a todos desejamos.
«Contraponto», opinião de Paulo Leitão Batista

leitaobatista@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.151.764 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios