Cinco condutores detidos por condução sob o efeito do álcool, 65 autos de contra-ordenação e sete notificações a estrangeiros ilegais para comparecerem no SEF, foi o resultado de uma operação de fiscalização realizada pela GNR da Guarda.

GNR - Operação StopNa última madrugada o Grupo Territorial da Guarda Nacional Republicana da Guarda, lançou uma vasta operação com a finalidade de fiscalizar estabelecimentos de diversão nocturna e a condução sob efeito do álcool.
Segundo um comunicado daquela força de segurança, foram fiscalizados dois estabelecimentos e 22 cidadãs estrangeiras das quais sete se encontravam em situação ilegal em Território Nacional, tendo, por esse motivo, sido notificadas para comparecerem no Serviços de Estrangeiros e Fronteiras da Guarda. Foram ainda detidos cinco condutores por condução sob o efeito do álcool, apresentando taxas entre 1,86 e 2,99 gramas por litro. Foram também levantados 65 autos de contra-ordenação por diversas infracções rodoviárias.
Na operação foram empenhados 64 militares.
Ao longo da semana passada, de 22 a 29 de Dezembro, a GNR egitaniense registou um total de 35 ocorrências criminais, 16 das quais referentes a furtos. Dentro dos furtos, três foram em residências e quatro em estabelecimentos comerciais.
Durante a semana foram ainda detidos cinco indivíduos em flagrante delito: um por tentativa de furto em residência, um por ameaças e coação a militares da GNR, dois por condução sob efeito do álcool e um por condução sem habilitação legal.
Registaram-se 30 acidentes de viação, sendo 24 por colisão e cinco por despiste e um por atropelamento. Dos desastres rodoviários resultaram dois feridos graves e seis feridos leves.
Realizaram-se ainda acções de sensibilização no âmbito do programa «Apoio 65» e do tema «Comércio Seguro».
plb