Estávamos no ano lectivo 1978/1979. O Baile de Finalistas dos estudantes do antigo 7.º Ano (actual 11.º Ano) do Externato Secundário do Sabugal realizou-se no dia 2 de Dezembro de 1978, no Cine-Teatro do Sabugal, como se pode ver no cartaz.

Joao Aristides DuarteOs finalistas nomearam uma Comissão que se encarregou de tratar de todos os aspectos relacionados com o Baile de Finalistas. Nesse ano eu fui finalista.
Nesta época os bailes de finalistas eram um verdadeiro acontecimento local e, até, regional. De facto, era comum que jovens de outras partes do Distrito da Guarda se deslocassem ao Sabugal para assistir ao Baile de finalistas. Assim como era normal que jovens do Sabugal se deslocassem a outros bailes de finalistas.
Do distrito de Castelo Branco (nomeadamente Penamacor, Belmonte e Covilhã) também se deslocavam jovens ao Sabugal, para assistirem aos bailes organizados pelos finalistas.
Nesse ano foi contratada a banda «Hosanna», de Lisboa. Este era um grupo muito conhecido a nível nacional e um daqueles que fazia mais actuações, sobretudo para estudantes. Apesar do grande sucesso que alcançaram na sua carreira, nunca gravaram qualquer disco.
Os Hosanna eram um grupo de rock (os Bailes de Finalistas eram, por assim dizer, concertos de rock, por esta época, em todo o país). A actuação deles demorava, no mínimo, 5 horas, toda a noite a bombar.
O cachet dos «Hosanna» rondava os 30 contos, uma exorbitância para a época. Tanto assim que o Baile de Finalistas deu para pagar as despesas e pouco sobrou. Nesta época ninguém organizava bailes de finalistas para angariar dinheiro para a Excursão de Finalistas, que, aliás, nem se realizava. O que interessava era o puro divertimento dos próprios finalistas e dos que não eram finalistas.
Os «Hosanna» eram constituídos por Agnelo Monteiro (teclas, conhecido pelo indiano, por ser goês), João Teixeira (voz), Aristides Serafim (bateria), João André (bateria) e Alberto Gomes (guitarra). Foi esta formação que tocou no Sabugal.
A sua música tinha grandes influências de bandas como os Deep Purple ou os Led Zeppelin, numa onda que se poderia considerar hard rock.
Tinham composições originais e cantavam em português e inglês. Pelos «Hosanna» passou um dos nomes míticos do rock português, o vocalista João Carlos, que ainda hoje continua em actividade com os Ferro & Fogo. Quando os «Hosanna» vieram ao Sabugal, João Carlos tinha abandonado a banda há pouco tempo.
Toda a movida do Sabugal, Soito e arredores esteve presente neste Baile de Finalistas.
Entre a fauna presente destacou-se, sem sombra de dúvidas o jovem na fotografia que se apresentou com uma vestimenta à maneira. Recorde-se que os Faíscas tinham já actuado no Sabugal e deixaram raízes.
O chapéu de explorador africano passou por centenas de cabeças, nessa noite (quase toda a gente queria experimentar colocar esse adorno na cabeça), de tal maneira que, no final, não restou quase nada dele. O rapaz que assim está vestido é o meu irmão, conhecido no Sabugal, onde foi jogador da equipa de futebol, pelo Duarte.
Refira-se, também, que há uma pequena nódoa de patchouly (o perfume da moda, na época) na lapela do casaco, e demorou semanas a desaparecer esse cheiro intenso.
«Música, Músicas…», opinião de João Aristides Duarte

akapunkrural@gmail.com

Anúncios