A Câmara Municipal de Manteigas candidatou ao QREN um projecto de instalação de uma área de produção de energias limpas na antiga Fábrica do Rio.

ManteigasEm declarações à agência Lusa o presidente da autarquia, José Manuel Biscaia, afirmou «trata-se de um projecto inovador e ambientalista, que envolve custos de 750 mil euros e será único em Portugal, porque combina várias energias renováveis».
Na antiga Fábrica do Rio, junto ao Zêzere, está prevista a construção de uma mini-hídrica com capacidade para produzir e vender à EDP 100 Kwa de energia, a transformação de biomassa florestal para fabrico de briquetes e outros materiais de combustão, a produção de energia eólica e solar e a transformação de óleos domésticos em biodiesel.
«Só falta a energia das ondas», observou o autarca que se mostrou «entusiasmado com o projecto» e admitiu que «a EDP já se mostrou interessada no processo ao qual se irão associar a Associação de Municípios da Cova da Beira e a Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior, entre outras entidades».
Assumiu que o projecto «vale pela imaginação acreditando que o QREN possa ser, ainda este ano, uma realidade e para o ano, se tudo correr bem, o projecto estará pronto para entrar em funções».
São, ainda, objectivos do projecto a museologia interactiva no espaço através da criação de um museu da floresta e dando possibilidade aos visitantes de poderem ver os equipamentos industriais existentes.O autarca reconhece «tratar-se de um projecto auto-sustentável do ponto de vista energético, que também permitirá que o município obtenha receitas, com a venda da energia eléctrica à rede energética nacional».
jcl

Anúncios