Continuamos a nossa viagem pelas doenças crónicas e silenciosas que afectam a população nos dias de hoje. O conhecimento dos sintomas das mesmas podem salvar vidas, alteração dos comportamentos pode fazer modificar tudo isto.

OsteoporoseOSTEOPOROSE – É uma doença que diminui a resistência óssea e que afecta não só as mulheres pós-menopáusicas como também os homens. Facilita as fracturas provocadas por pequenas pancadas ou por pequenos traumatismos. Conforme alguns números avançados pelo Ministério da Saúde cerca de 40 mil fracturas, das quais 8.500 do fémur proximal, são provocadas por esta doença.
Na verdade a Osteoporose afecta todo o esqueleto e caracteriza-se pela diminuição da massa óssea e alteração da qualidade microestrutural do osso. Tem como fracturas mais frequentes as das vértebras dorsais e lombares, na extremidade distal do rádio e no fémur Proximal.
Existem para esta doença factores de risco?
Sim! A osteoporose tem factores que podem fazer com que a doença se revele, idades superiores a 65 anos (homens e mulheres), história familiar, no caso das mulheres a menopausa precoce ou períodos de amenorreia prolongada (falta do período por algum tempo e depois volta) índice de massa corporal baixo ou imobilização prolongada. Podem, também, ser factores de risco outras doenças que tornam o esqueleto débil como também determinados medicamentos.
E claro o estilo de vida que fazemos com dietas pobres em cálcio, a falta de exercício, o tabaco, o álcool e o consumo exagerado de cafeína (no café ou em bebidas com esta componente)
O diagnóstico precoce desta doença que tem uma progressão muito rápida, poderá evitar que o paciente passe por momentos de grande sofrimento.
O paciente não deve deixar de saber junto do seu médico assistente todas as informações sobre esta doença especialmente se reunir alguns factores de risco porque com o médico a avaliar a situação no início esta doença poderá ser mais facilmente controlada.
Vera Vilanova