Acabou ontem, 7 de Setembro, o Iberfolk/2008, que durante três dias animou as ruas da aldeia histórica de Sortelha, no concelho do Sabugal, obtendo um estrondoso êxito e conseguindo mesmo o acompanhamento por parte de vários órgãos da comunicação social.

Iberfolk em SortelhaO original festival de cultura tradicional afirmou-se definitivamente e é agora um dos eventos marcantes do concelho do Sabugal. A sua maior originalidade consiste na abertura a todas as colaborações, mesmo fora do programa definido, desde que não colidam com este e se insiram no espírito do Festival. Quem aparece é assim desafiado a mostrar as suas habilidades.
A terceira edição do festival, organizado pela Transcudânia, associação dedicada à valorização do património histórico e natural do concelho do Sabugal, enfatizou o valor histórico e patrimonial de Sortelha e cativou as largas centenas de visitantes para as mais singulares formas de fazer cultura.
Houve música tradicional, workshops de música tradicional e de dança, escalada, caminhadas, passeios de burro, artesanato e, muita animação e convívio. À semelhança dos anos anteriores a participação no Iberfolk foi gratuita e aberta ao voluntariado, conseguindo-se um fim-de-semana repleto de vivência e descoberta.
Esta edição foi amplamente divulgada pela comunicação social, que acompanhou o evento com muito interesse.
Para um balanço da iniciativa e para sua perspectivação futura, Capeia Arraiana foi ao festival, ao encontro do seu maior promotor, o sabugalense Carlos Alexandre. Em breve, na rubrica «À fala com…» publicaremos a entrevista.

O festival esteve em risco de se realizar, porque os apoios oficiais apenas foram garantidos a um mês da iniciativa, embora estivessem pedidos há muitos meses. É isto que se lamenta, porque este evento deve ser acarinhado e apoiado. É com iniciativas destas, originais e marcantes, que o Sabugal poderá ter expressão comunicacional e assim se promover.
plb

Anúncios