No âmbito de «O Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro 2007-2013» vêm sendo aprovadas candidaturas apresentadas por diversas entidades locais e regionais.

Ramiro Matos – «Sabugal Melhor»Infelizmente, a consulta das candidaturas aprovadas até ao momento confirma que ao Concelho do Sabugal não foi atribuída até ao momento qualquer verba, apesar de terem sido abertos períodos de apresentação de candidaturas da máxima importância para o seu desenvolvimento.
Assim aconteceu:
– Nos três períodos de candidaturas já encerrados para a «Requalificação da Rede Escolar do 1.º Ciclo do Ensino Básico e Educação Pré-Escolar», que contemplaram entre outros os concelhos de Seia e Trancoso. Tendo sido aprovada a Carta Educativa onde se prevê a construção de 4 Centros Educativos, não foi candidatado nenhum?
– No período de candidaturas às «Parcerias para a Reabilitação Urbana», onde o Fundão foi seleccionado. Não haverá nada para reabilitar nos centros urbanos do Concelho?
– Na candidatura a «Sistemas de Apoio à Modernização Administrativa», mais uma vez com uma candidatura do Fundão aprovada. Será o nosso Município suficientemente moderno para não se candidatar?
Por último, e embora já referenciado pelo José Carlos Lages, não posso deixar de referir a questão do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos – PROVERE, salientando que entre as candidaturas aprovadas, se salientam pela importância para o Concelho:
– Rede das Aldeias Históricas de Portugal, apresentada pela Associação de Desenvolvimento Turístico das Aldeias Históricas, e pretendendo consolidar a Rede das Aldeias Históricas, entre as quais Sortelha, como um produto turístico com potencial relevante no que diz respeito ao turismo cultural, turismo de natureza e em espaço rural.
– Turismo e Património no Vale do Côa, da responsabilidade da Associação de Municípios do Vale do Côa, tendo como objectivo dinamizar e explorar as actividades turísticas como via de promoção da valorização e desenvolvimento económico do território do Vale do Côa, a que o Sabugal pertence. Saliente-se, no entanto, que o projecto âncora é a dinamização do Museu do Côa e a redefinição do modelo de negócio do Parque Arqueológico do Vale do Côa, o que pode conduzir a uma menorização do papel do nosso Concelho neste Plano.
– BuY NATURE – Turismo Sustentável em Áreas Classificadas, proposta pela Agência de Desenvolvimento Gardunha 21, pretende potenciar os recursos endógenos do património natural existente na Serra da Estrela, Parque Internacional do Douro Internacional, Serra da Malcata, Serra da Gardunha e Tejo Internacional. É um Projecto claramente inserido nas lógicas de desenvolvimento de Castelo Branco e Fundão, mas porque envolve a Malcata deveria ter a participação do Sabugal.
Segue-se agora a fase de elaboração do Programa de Acção.
O Município do Sabugal deveria ter nesta fase um papel importante, integrando os Consórcios a constituir no que diz respeito às 3 Candidaturas, se se quer que os Programas não esqueçam mais uma vez este Concelho.
Saliente-se, por último que se encontra aberto o 2.º período de apresentação de candidaturas às Parcerias para a regeneração Urbana, identificando o respectivo Aviso o Sabugal como uma das cidades que pode candidatar-se.
Será que tal vai acontecer? Ou mais uma vez vemos o comboio passar ao lado?
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

ramiro.matos@netcabo.pt

Anúncios