A Câmara Municipal do Sabugal celebrou na passada quinta-feira, 10 de Julho, em Lisboa, um protocolo de cooperação com a Universidade Aberta (UAb) com vista à criação de um Centro Local de Aprendizagem (CLA).

Manuel Rito e Carlos Reis - Assinatura do ProtocoloA Câmara Municipal do Sabugal, representada pelo Presidente Manuel Rito Alves e pelo vereador da Cultura e Educação António Robalo, e a Universidade Aberta (UAb), representada pelo Reitor Carlos Reis e pelo Pró-Reitor Domingos Caeiro, assinaram na quinta-feira, 10 de Julho, um protocolo de cooperação com vista à criação de um Centro Local de Aprendizagem (CLA). Com o mesmo objectivo estiveram presentes os representantes das câmaras municipais da Mêda, Abrantes, Coruche, Grândola, Pêso da Régua, Ponte de Lima, Ribeira Grande (Açores) e Silves.
No discurso de abertura com uma tranquila postura de catedrático o Reitor Carlos Reis defendeu uma cerimónia sem formalidades excessivas saudando em especial os presidentes de Câmara presentes e considerou que o acto tinha importantes consequências para a UAb e para as autarquias.
«Esta cerimónia tem um significado formal e um significado simbólico: a construção de parcerias e clarificar a concepção e motivação dos CLAs através do Plano Estratégico para 2006-2010 da Universidade Aberta», disse o Reitor da UAb acrescentando uma nota pessoal dando conta de «uma carta que recebeu do Presidente da Câmara da Mêda que coincidia com os projectos da Universidade de expansão para locais sem ensino superior».
Carlos Reis acentuou a ideia de que as universidades devem estar ligadas à sociedade civil com «aprendizagem ao longo da vida e uma ligação mais estreita às expectativas dos cidadãos». E deixou a todos um projecto em primeira mão destacando o papel privilegiado das autarquias como parceiros: «Já foram dados, através de escritura pública, os primeiros passos para a criação de uma associação denominada Associação Portuguesa de Educação à Distância.»
A apresentação dos CLAs coube ao Pró-Reitor e responsável pelos assuntos académicos de extensão universitária, Domigos Caeiro, que aproveitou para ilucidar os presentes sobre a rede da UAb, o conceito do centro de aprendizagem (âmbito formal e não formal), o protocolo de optimização de recursos sociais e humanos e os CLAs como novas vias de aprendizagem para pessoas adultas. «Diversificar as vias de comunicação, divulgar as ofertas da UAb e sistematizar a validação de competências» são, de acordo com Domingos Caeiro, alguns dos objectivos da UAb.
Em nome dos municípios presentes falou a presidente de Silves, Maria Isabel Soares, que se mostrou agradada com o projecto e considerou que a cooperação «irá permitir estaber as assimetrias regionais e as diferenças entre o litoral e o Interior.»
jcl