Eis o nome de outro ilustre compatrício sabugalense: Mário de Almeida Gonçalves, nascido em Monte Novo de Pousafoles do Bispo, em 1925.

Jesué Pinharanda – Carta DominicalFeita a escola primária, foi matriculado no Seminário Menor do Fundão, em 1938, tendo recebido ordens sacras em 1950. Celebrou missa nova, neste mesmo ano na sua terra natal.
Começou por paroquiar diversas freguesias (Sé, na Guarda, Guilheiro e Sebadelhe) tendo sido ainda assistente nacional da Obra de Santa Zita.
Em tempo eleito cónego capitular, assumiu por fim o difícil encargo de Vice-Reitor do Seminário do Fundão, e principal responsável pela formação escolar e espiritual de muitas gerações que frequentaram aquele estabelecimento, do qual saíram vocações que se concretizaram e outras que procuraram outro rumo.
Personalidade e interveniente na vida cívica e religiosa do Fundão, logo que terminou o vice-reitorado, recebeu uma solene homenagem, em que se realça a biografia que lhe dedicou o antigo aluno, eng.º José Pereira Folgado, e que veio a público em 2006.
Agora, o eng.º José Pereira Folgado reuniu em volume toda a documentação relativa à sessão solene de apresentação e lançamento do livro «Cónego Mário de Almeida Gonçalves». É como que o segundo volume da biografia que dedicaram ao antigo Vice-Reitor, uma estrela nos céus das terras de Beira Coa e da diocese da Guarda. O produto da venda do livro reverte, na íntegra, para o Seminário do Fundão. Parabéns. Admirar e agradecer é uma virtude cardeal.
«Carta Dominical», opinião de Pinharanda Gomes

pinharandagomes@gmail.com

Anúncios