Um armazém de vinhos, uma óptica, uma clínica de saúde, um banco e uma serralharia espanhola, são para já as actividades que manifestaram interesse em ocupar lugares no «Centro de Negócios Transfronteiriço do Soito», estrutura que a Câmara Municipal do Sabugal está a concluir no local onde existiu a fábrica de refrigerantes da Cristalina.

Centro de Negócios TransfronteiriçoA garantia foi dada ao Capeia Arraiana, por Manuel Rito, presidente do Município, que além do mais tem já também como certa a instalação de um museu com os bonecos articulados de José Oliveira, artesão do Soito que durante anos esteve ligado ao projecto da Cristalina. Para o edil, este é já um bom começo, talvez o suficiente para quebrar alguma relutância por parte dos empresários locais. «Temos aqui as melhores condições, pelo que espero que em breve os lugares venham ser ocupados, podendo também os empresários beneficiar dos incentivos que a Câmara oferece para os que aqui se instalem», disse o presidente.
A construção estará concluída daqui a um mês, segundo garantias do construtor. O complexo tem dois pisos e espaçosa nave central. É constituído por 13 grandes armazéns com escritório de apoio e espaço para parquear viaturas de grande porte, com acessos directos pelas traseiras. Tem também escritórios independentes, sanitários públicos, vestiários para funcionários, sala de reuniões comum, ponto de Internet, banco, hipermercado, museu, espaço de venda de artesanato, café e restaurante localizado junto à entrada principal.
«Isto era uma autêntica lixeira, um perigo do ponto de vista ambiental. Só por isso já valeria a pena a construção e a requalificação do espaço», acrescenta o autarca, visivelmente satisfeito.
plb

Anúncios