As penas do processo «Apito Final» estão neste momento a ser divulgadas pela Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. O presidente do F.C. Porto, Pinto da Costa foi suspenso por dois anos e o Boavista foi punido com descida de divisão.

Liga Portuguesa de Futebol ProfissionalAcabam de ser anunciadas por Ricardo Costa, presidente da Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional as penas a aplicar após a conclusão do processo «Apito Final» sobre corrupção no futebol português.
O F.C. Porto foi punido com a perda de seis pontos e diversas multas que totalizam 150 mil euros.
O presidente portista, Pinto da Costa, suspenso por dois anos e condenado ao pagamento de 10 mil euros, por corrupção tentada que envolveu ainda a condenação dos árbitros Jacinto Paixão (quatro anos) e José Chilrito e Manuel Quadrado, ambos por dois anos e meio.
O Boavista foi condenado à descida de divisão e ao pagamento de 180 mil euros em multas e o seu antigo presidente, João Loureiro, foi suspenso por quatro anos e multado em 25 mil euros.
Na sequência dos sete processos disciplinares instaurados pela Liga, a União de Leiria foi punida com a perda de três pontos e condenada ao uma multa de 40.000 euros. O presidente leiriense, João Bartolomeu foi suspenso por um ano.

Veja a apresentação das conclusões do processo «Apito Final» aqui: ca-apitofinal
jcl

Anúncios