You are currently browsing the daily archive for Terça-feira, 29 Abril, 2008.

6.º TORNEIO DE FUTSAL INTER-FREGUESIAS DO CONCELHO DO SABUGAL

GRUPO A – 1.ª JORNADA
NAVE 3 8 RAPOULA DO CÔA
ESCOTEIROS SOITO 1 4 TRIGAIS
L. A. SANTO ESTÊVÃO 5 4 QUINTAS SÃO BARTOLOMEU
CLASSIFICAÇÃO
POS. EQUIPA PONTOS G. M. G. S.
1.º RAPOULA DO CÔA 3 8 3
2.º L. A. SANTO ESTÊVÃO 3 5 4
3.º TRIGAIS 3 4 1
4.º QUINTAS SÃO BARTOLOMEU 0 4 5
5.º ESCOTEIROS SOITO 0 1 4
6.º NAVE 0 3 8
GRUPO B – 1.ª JORNADA
ALDEIA DA PONTE 5 3 VILA BOA
C. CULT. ALDEIA VELHA 3 13 RENDO
CLASSIFICAÇÃO
POS. EQUIPA PONTOS G. M. G. S.
1.º RENDO 3 13 3
2.º ALDEIA DA PONTE 3 5 3
3.º VILA BOA 0 3 5
4.º C. CULT. ALDEIA VELHA 0 3 13
5.º BOMBEIROS SOITO
GRUPO C – 1.ª JORNADA
SEIXO DO CÔA 3 12 PENALOBO
VILAR MAIOR 3 9 TRANSCUNDÂNIA
CLASSIFICAÇÃO
POS. EQUIPA PONTOS G. M. G. S.
1.º PENALOBO 3 12 3
2.º TRANSCUNDÂNIA 3 9 3
3.º VILAR MAIOR 0 3 9
4.º SEIXO DO CÔA 0 3 12
5.º J. F. DE ALDEIA VELHA
GRUPO D – 1.ª JORNADA
ALFAIATES 0 5 FÓIOS
UNIDOS DA BOLA 6 5 GRUPO ETNOGRÁFICO SABUGAL
CLASSIFICAÇÃO
POS. EQUIPA PONTOS G. M. G. S.
1.º FÓIOS 3 5 0
2.º UNIDOS DA BOLA 3 6 5
3.º GRUPO ETNOGRÁFICO SABUGAL 0 5 6
4.º ALFAIATES 0 0 5
5.º SORTELHA
GRUPO E – 1.ª JORNADA
ESTÊVO JOVEM 9 5 BARAÇAL
ALDEIA DO BISPO 5 4 ALDEIA SANTO ANTÓNIO
CLASSIFICAÇÃO
POS. EQUIPA PONTOS G. M. G. S.
1.º ESTÊVO JOVEM 3 9 5
2.º ALDEIA DO BISPO 3 5 4
3.º ALDEIA SANTO ANTÓNIO 0 4 5
4.º BARAÇAL 0 5 9
5.º MALCATA
Actualizado em 29-4-2008 – Informação da Câmara Municipal do Sabugal

Fomos até Évora ao encontro do Arcebispo D. José Alves em dia de Jornada Histórico-Teológica integrada nas comemorações dos 700 anos da Sé Catedral. Na Fundação Eugénio de Almeida e após o discurso de encerramento trocámos algumas impressões com o prelado sabugalense natural da Lageosa da Raia.

Arcebispo de Évora D. José AlvesNo final da conferência que encheu por completo o auditório da Fundação Eugénio de Almeida, D. José Alves, com amizade e simpatia acedeu a conversar com o Capeia Arraiana.
– É muito diferente ser bispo em Portalegre e arcebispo em Évora?
– Tem aspectos que são diferentes e tem outros que são iguais. A diocese de Évora é diferente porque, apesar de ser exclusivamente alentejana e ter a sede no centro, é a maior do País. A Diocese de Portalegre tem a sede no extremo o que alonga as distâncias a percorrer e é diferenciada porque inclui três distritos: uma parte de Portalegre, uma parte de Castelo Branco e uma parte de Santarém. O exercício do ministério episcopal, no essencial, é igual, lá e cá, e em questão de ruralidade são iguais.
Aproveitamos para saber um pouco mais sobre as comemorações que decorreram na Fundação Eugénio de Almeida.
«Cumprem-se em 2008 os 700 anos da dedicação da Sé de Évora. Há notícias da sua existência desde o século IV mas é a partir de D. Afonso Henriques que há dados históricos mais consistentes. A Fundação e a Diocese pretendem assinalar o ano de 1308 promovendo uma reflexão sobre a passado tendo em conta os aspectos cultural e histórico. As Sés são confiadas a um conjunto de cristãos a que se chama o Cabido. Têm a confiança do seu bispo e ocupam-se da gestão da Sé. Antigamente as Sés tinham funções de ensino. As escolas catedralícias estiveram na origem das Universidades. Neste caso concreto o cabido da Sé de Évora é célebre pelo ensino da música desde os séculos XVI e XVII. Os grandes mestres da música que foram contratados eram do melhor que havia na altura e viviam no edifício ao lado da Sé. Ensinavam música a jovens e a padres fundamentalmente para a liturgia. É um período áureo que está associado à presença da corte em Évora.»
– A cultura e o património arquitectónico estão ligados às religiões…
– Se retirarmos igrejas, conventos, mosteiros e monumentos evocativos pouco fica como património cultural em todo o Mundo. O melhor que há em pintura no Mundo está sempre relacionado com a religião. Mesmo fora do cristianismo, como nas pirâmides do Egipto, está presente a religião porque quando digo religião não digo apenas cristianismo…
– Ainda há tempo para ir ao Sabugal?
– Vou sempre que posso. Estive lá na altura do Natal e a seguir à Páscoa. Infelizmente os meus pais já faleceram mas a minha irmã ainda vive na Lageosa. Gosto imenso de voltar porque está lá a minha raiz. Gosto de conviver com aquela gente, gosto de respirar aqueles ares, ver aquele ambiente.
– O sotaque raiano ainda se sobrepõe ao alentejano…
– Nunca perdi o sotaque raiano e nunca apanhei o sotaque alentejano. Intencionamente posso falar com algum sotaque alentejano mas normalmente não acontece… Apesar de viver no Alentejo estive durante muitos anos ligado ao Seminário que que tem um ambiente heterogéneo. Claro que tenho contacto com o povo alentejano mas nunca apanhei o sotaque.
– Évora tem muitos religiosos naturais do Sabugal. A que se deve?
– A diocese de Évora tem muitos padres originários do concelho do Sabugal. Quando fui ordenado bispo há 10 anos eramos 18 sacerdotes sabugalenses e já tinham sido bastante mais. Monsenhor Arcebispo D. Manuel Mendes da Conceição Santos foi vice-reitor do seminário da Guarda e bispo de Portalegre. Tinha uma forte ligação com a Guarda e foi uma das razões. A outra é consequência de o Seminário Menor da Guarda (no Fundão) não comportar todas candidaturas e muitos eram enviados para Évora. Além disso os primeiros padres que se ordenaram daquela zona (Aldeia do Bispo e Aldeia da Ponte) serviram de elo de ligação para os que se seguiram. Lembro-me que viemos cinco jovens estudar para Évora porque conheciamos o padre.
– Mas é o primeiro arcebispo natural do Sabugal…
– Nos tempos recentes não houve nenhum. Os meus contemporâneos têm sido muito simpáticos comigo. Vieram a Évora quando foi da minha ordenação como bispo. Quando fui para Portalegre acompanharam-me também. Recordo a cerimónia que organizaram na Casa do Concelho do Sabugal. E agora quando foi da minha ordenação como arcebispo a 17 de Fevereiro aí estava um autocarro cheio além dos que vieram em carros particulares. Tenho que lhes agradecer porque têm sido de uma simpatia extrema.
E como as capeias estão sempre presentes nas conversas dos raianos…
«Há uma coisa que eu não dispenso nas capeias. Ir ao encerro e ver a prova. Agora há menos emoção porque tem que haver mais segurança e o touro grande já não foge. Na minha aldeia brincávamos às touradas e ao forcão. Havia sempre um de dimensões mais reduzidas para a miudagem. É feita a socialização desde tenra idade e depois assumimos as capeias quase como uma natureza. Ao contrário do que alguns pensam não tenho nada contra as capeias. Não tratam mal os animais, não lhe batem, não os picam. Se o touro marra é porque faz parte da natureza dele. Eu tenho uma teoria sobre isso. Para mim o forcão era um instrumento de caça. Nos tempos primitivos a única maneira de caçar animais ferozes era com um forcão. Não havia armas de fogo. O ritual em volta do forcão era de agressão e faz-me lembrar rituais ancestrais e uma forma de caçar.»
E aproveita para recordar um episódio quando era seminarista…
«Sendo eu ainda estudante devia ter voltado ao seminário no dia que coincidia com a capeia. Mas entusiasmei-me com a chegada dos touros e fiquei por lá. Mas para meu desconsolo os fiscais da Guarda Civil não os deixaram passar em Vilar Formoso e não houve tourada. Cheguei um dia mais tarde ao Seminário…» …e continuando após uma breve pausa… «As capeias fazem parte daquela vida raiana. Mas para além da festa dos toiros há outros aspectos interessantes que estão associados. É o convívio que se estabelece entre os amigos, as famílias. As capeias estão associadas às festas religiosas.»
– As nossas aldeias estão mais agarradas às tradições religiosas do que no Alentejo?
– Na Beira, na nossa zona é uma zona de prática religiosa regular. Todo aquele ambiente encaminha as pessoas para dentro da igreja. Aqui no Alentejo o indíce de frequência habitual à missa é de 12 por cento. A prática regular será à volta dos 10 por cento (9 são mulheres e um homens). Mas como aqueles que vão à igreja vão por sua iniciativa e eventualmente contrariando o ambiente sociológico que os rodeia logo são mais conscientes da sua fé e da sua prática. Comprometem-se mais com a prática da vida cristã.
– Além da parte religiosa tem no seu percurso iniciativas como o lar para mães solteiras em Portalegre. Há iniciativas sociais misturadas com a pregação religiosa?
– Sobre isso gostaria de dividir a resposta em duas partes. Em primeiro a prática da vida cristã implica também acção social. Ninguém poderá dizer que é um bom cristão se estiver à margem dos problemas sociais. Preocupação com a melhoria de vida dos seus semelhantes consignado no mandamento «Amai-vos uns aos outros». E em segundo a minha condição de bispo sou há seis anos, na Conferência Episcopal, o presidente da Condição da Pastoral Social que tem a ver com as Misericórdias, com centros sociais, com as capelanias dos hospitais e dos estabelecimentos prisionais, com a Cáritas e com a Comissão Justiça e Paz. Em Portalegre adaptámos um edifício de uma quinta que tinha sido doada à diocese há alguns anos, ampliámo-lo e criámos condições para receber adolescentes grávidas que se encontrem em dificuldades. Essa casa está pronta para funcionar. Ainda não tem ninguém em virtude de algumas questões burocráticas por resolver. É uma obra de muito mérito social que a cidade de Portalegre tem apoiado com muito carinho e penso que irá prestar os melhores serviços áquelas que dela precisarem.
E a finalizar…
– Trazemos-lhe um convite para estar presente na XXX Capeia Arraiana da Casa do Concelho do Sabugal que este ano volta à Praça de Toiros do Campo Pequeno…
– Fico feliz por se lembrarem de mim. Os fins-de-semana de um bispo estão sempre muito ocupados. Mas tudo farei para estar presente no dia 31 de Maio na festa dos sabugalenses em Lisboa.
jcl e plb

Visto que o feriado de 25 de Abril calhou numa sexta-feira, e com o bom tempo a ajudar, foram muitas as pessoas que saíram dos seus habituais locais de trabalho e residência para passear, visitar familiares e amigos e até mesmo para conhecerem outras regiões do nosso país.

José Manuel Campos - «Nascente do Côa»Em Foios comprovou-se tudo o que acabo de referir. Largas centenas de pessoas por cá passaram. Foi muito bom o dia de mercado, último sábado de cada mês, ter coincidido com este período.
O Grupo Desportivo e Cultural do BPI já tinha agendada, desde há muito tempo, uma deslocação ao concelho de Sabugal. Cerca de 70 pessoas fizeram-se deslocar em autocarro e viaturas particulares.
No dia 25 visitaram e almoçaram no viveiro das trutas. De tarde visitaram a nascente do Côa e por volta das 18 horas foram recebidos no Centro Cívico de Foios tendo-lhes sido feito o retrato do concelho quer verbalmente quer através de projecção de fotos.
Esta delegação do BPI foi muito bem conduzida pelo nosso ilustre conterrâneo José Joaquim Marques, entre nós conhecido pelo Zeca Lindeza. Deste modo deu a conhecer, durante três dias, as belezas naturais deste nosso bonito município. Era assim que muitos outros sabugalenses deveriam fazer. Divulgar, desta forma, o concelho é contribuir para o progresso e desenvolvimento do mesmo.
Passeio do Grupo Desportivo do BPI com visita aos FóiosAproveito para felicitar o Zeca bem como o Zé Carlos Lages e a Exm.ª Direcção da Casa do Concelho que também já têm agendadas e programadas actividades similares.
Com organização do Clube Porsche Fans Portugal e por intermédio do Zé Carlos Lages vão estar no nosso concelho, nos dias 12 e 13 de Setembro, cerca de 70 ou 80 pessoas que se vão fazer deslocar em Porsches antigos. Na sequência da preparação da citada reunião o presidente do Clube Porsche entendeu que a concentração de aniversário agendada para o fim-de-semana de 5 e 6 Julho tivesse o seu início em Sortelha (com almoço) rumando de seguida em direcção à Serra da Estrela.
Também a direcção da Casa do Concelho está a organizar um rally-paper, que vai ter lugar no dia 21 de Junho, que passará pela maioria das freguesias do nosso concelho.
Então isto, meus senhores, não é uma forma de ajudar o nosso concelho? Quantas refeições se comem? Quantas camas se alugam? Quantos copos se bebem? E quantas dessas pessoas voltam em pequenos grupos ou a nível familiar?
E quantos amigos e conterrâneos, espalhados pelo país e estrangeiro, poderiam organizar e desenvolver actividades desta natureza? Todos dizemos – e muito bem – que o nosso concelho tem enormes possibilidades para se poder desenvolver através do turismo. É verdade, sim senhor. Mas é necessário e conveniente que criemos condições para que as pessoas fiquem com vontade de voltar e para que nos divulguem através de comentários que nos sejam favoráveis.
O concelho do Sabugal tem futuro! Há que acreditar!
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

jmncampos@gmail.com

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sabugal reúne em Assembleia Geral no dia 9 de Maio de 2008 na sede social. O Capeia Arraiana publica, para todos os associados, o respectivo edital.

Quartel dos Bombeiros Voluntários do SabugalEstá convocada para sábado, dia 9 de Maio, a Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sabugal.
Transcrição do Edital:
«Ramiro Manuel Lopes de Matos, Presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Sabugal, usando dos poderes que me são conferidos pelo Artigo 23.º dos Estatutos da referida Associação, convoco a Assembleia Geral a ter lugar no dia 9 Maio de 2008, pelas 21 horas na Sede da Associação, com a seguinte Ordem de trabalhos:
– Apresentação, discussão e votação da conta de gerência relativa ao ano de 2007 e Parecer do Conselho Fiscal.
De acordo com o Artigo 20.º dos Estatutos, caso à hora prevista não se encontre presente a maioria dos sócios, a assembleia funcionará meia hora depois com qualquer número de sócios presentes.
Sabugal, 24 de Abril de 2008.
O Presidente da Assembleia Geral
Ramiro Manuel Lopes de Matos»
Faça uma cópia do edital aqui.
jcl

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.166.113 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES