Militares do Grupo Territorial da Guarda evitaram confrontos entre grupos rivais e apreenderam seis espingardas caçadeiras, bem como elevado número de cartuxos na localidade do Alvendre, no concelho da Guarda.

Major Cunha Rasteiro (Comandante do Grupo Territorial da GNR da Guarda)A informação de que estava eminente um confronto entre dois grupos rivais levou a GNR da Guarda a lançar uma operação que envolveu 25 efectivos daquela força de segurança. Segundo um comunicado assinado pelo comandante do Grupo, Major Cunha Rasteiro, a GNR teve uma intervenção rápida que impediu que se registassem quaisquer confrontos.
No local foram identificados 27 suspeitos e apreendidas seis espingardas caçadeiras, para além de 179 cartuchos de chumbo, 13 de bala e 18 de zagalotes.
Capeia Arraiana soube que se tratou de uma disputa entre grupos de etnia cigana, em consequência de um acto de agressão ocorrido dias antes. Cada grupo rival reuniu dezenas de elementos, alguns vindos de longe, preparando-se para um confronto que a pronta intervenção da GNR conseguiu evitar. Com a chegada dos 25 elementos da Guarda os indivíduos colocaram-se em fuga, abandonando parte das armas, que foram recolhidas pelos militares da GNR. Mau grado a fuga, os militares conseguiram ainda alcançar e identificar uma boa parte dos prevaricadores.
O Núcleo de Investigação Criminal da Guarda recolheu o material e demais provas, que analisará com vista a dar continuidade à investigação.
Numa outra operação, o Núcleo de Investigação Criminal de Vilar Formoso levou a efeito na localidade de Figueira castelo Rodrigo uma busca domiciliária, no âmbito de um inquérito criminal, tendo apreendido diverso material proveniente de furtos. Nesta operação foram constituídos como arguidos dois indivíduos que tinham na sua posse os artigos furtados.
plb

Anúncios