A Câmara Municipal de Aguiar da Beira protestou junto do Presidente da República e do Governo contra a decisão do Ministério da Administração Interna de transferir para o concelho da Mêda o helicóptero de combate a incêndios que estava estacionado na vila há alguns anos.

HelicópteroA Assembleia Municipal e os Bombeiros Voluntários de Aguiar da Beira aprovaram, por unanimidade, moções de protesto contra a decisão do Ministério da Administração Interna (MAI) de colocar na Mêda o helicóptero de combate a incêndios florestais que há vários anos ali estacionava entre Junho e Setembro.
As moções lembram que «o concelho de Aguiar da Beira possui a maior mancha florestal de pinheiro bravo do distrito da Guarda e que a deslocação do meio aéreo põe em causa a preservação da floresta e deixa sem protecção os habitantes do concelho».
Os documentos foram enviados ao Presidente da República, ao Governo e dado conhecimento do protesto ao Alto Comissariado da Autoridade Nacional de Protecção Civil, ao Governo Civil da Guarda, aos partidos políticos com assento parlamentar e à população do concelho de Aguiar da Beira.
jcl