You are currently browsing the daily archive for Sábado, 1 Março, 2008.

Existem aldeias do concelho às quais me sinto pertencer e onde me movo como se sempre ali tivesse vivido, como mais um residente. Uma dessas aldeias tem o nome de Fóios. Gente hospitaleira, humilde e trabalhadora, irradia felicidade. Nos Fóios não existe rendição, abnegação ou conformismo. Gente reivindicativa e combativa, aqui a cidadania exerce-se na sua plenitude.

José Robalo – «Páginas Interiores»O meu amigo Zé Manel, o professor, é um autarca sempre com ideias e projectos a fervilhar na cabeça, planos para o bem-estar dos Fóios num permanente rodopio e inconformismo, idealizando e concretizando obras que se sucedem, colocando esta terra «do calcanhar do mundo» no mapa. O Zé Manel e os fojeiros são de facto um exemplo e modelo daquilo que podemos fazer na luta contra a adversidade e a exclusão a que aparentemente estamos condenados.
É verdade que esta aldeia tem uma situação invejável na raia de Espanha com relações pessoais e trocas comerciais que o Zé Manel com uma enorme diplomacia tem sabido cuidar e cultivar, com geminações e intercâmbios culturais com aldeias do lado de lá, medrando assim o bom relacionamento.
Os Fóios têm do seu lado a mãe Natureza, com a nascente do Côa, a Serra das Mesas, a Malcata, florestações a perder de vista e pastos naturais para os gados, o segredo para uma boa cozinha. Para se comer bem e em roteiro gastronómico pelo concelho, os Fóios são uma referência obrigatória, um ponto de encontro, de passagem ou de chegada. Para dar apenas um exemplo, o melhor coelho bravo que alguma vez comi foi preparado de forma superior no Lei Troncho.
Como apreciador de queijo, o melhor que alguma vez saboreei foi o queijo de cabra dos Fóios e de Vale de Espinho.
Esta zona foi sempre território de pastores, sendo o pastoreio uma das formas de sobrevivência destas gentes, razão mais que suficiente para vir até aos Fóios conhecer um destes heróis e homenagear a actividade.
Tem cerca de 70 anos e uma profissão herdada dos pais e avós. Os seus antepassados já eram cabreiros. O Ti Zé da Chão do Mando e o irmão Manuel são cabreiros.
Fui encontrar o primeiro de sacola a tiracolo, nos Antremontes, ou melhor Entremontes, mais um lugar paradisíaco nos Fóios. As cabras olham-nos com a desconfiança de quem não gosta de intrusos na pacatez da sua rotina.
Diz-nos que no Verão fazem uma espécie de transumância ao mesmo tempo que com o cajado nos indica a direcção da serra das Mesas a nascente do Côa, explicando que vão até aos Canchais junto à Raia de Espanha, «onde há sempre água muito fresca e onde antigamente os pastores ordenhavam as cabras para as poças dos barrocos: – migavam o leite e consumia-se directamente este leite fresco.»
Vem-me então à memória a cabra Almateia que alimentou Zeus enquanto criança no monte Ida, com o seu próprio leite e que após a sua morte, Zeus usou a sua pele para combater os Titãs.
Diz-nos o nosso interlocutor: «Comia-se no campo onde se assavam batatas, pimentos e tomates. Nesse tempo vinham aí as espanholas e trocávamos batatas por figos.»
Diz-nos «que o gado come o que quer nos lameiros. Gosta de roer.»
Numa conversa animada, pergunto-lhe se conhece as cabras todas. «Claro que sim, todas, mas de admirar é elas conhecerem-me a mim.»
FóiosEspanta-me a capacidade deste cabreiro, porque tenho alguma dificuldade em reconhecer fisionomias. Imagino a minha dificuldade se tivesse que reconhecer cabras!
Está demonstrado cientificamente, que as cabras têm uma grande capacidade de reconhecimento. Passou-me pelas mãos um trabalho científico de uns investigadores ingleses, onde se garante que as cabras têm capacidade para memorizar até cinquenta pessoas diferentes.
A pastorícia pode ser boa fonte de rendimento para esta gente que deverá ser apoiada e acarinhada. Do lado de lá, na Serra da Gata, produz-se um queijo de cabra com denominação de origem protegida com grande projecção junto dos apreciadores, a que não se pode ficar indiferente.
Preservar estas raças autóctones boas produtoras de leite, conseguindo no final do circuito um queijo autêntico de qualidade e paladar superior, são causas mais do que suficientes para reconhecer e enaltecer esta actividade e a vida de pastor.
O segredo da qualidade da carne e do queijo reside na especificidade dos pastos e na raça dos animais, exigindo-se a protecção e apuramento da espécie, aproveitando-se plenamente as ajudas comunitárias que aí estão. Neste país, estas ajudas à agricultura ainda estão muito mal divididas, umas vezes por falta de informação e outras porque aqueles que recebem os maiores apoios nem se dedicam agricultura, tornando-se em verdadeiros subsídio dependentes. Se houvesse um maior atenção e conhecimento de causa para afectar incentivos talvez fosse possível entusiasmar os mais novos a dedicarem-se a esta actividade tão nobre e assim fixar gente no interior.
Com a extinção das raças autóctones, desaparecem as pessoas.
O pastoreio corre pelas veias do amigo Zé da Chão do Mando.Com gestos e assobios especiais as cabras param e olham-no, o que me leva de imediato à pergunta: Entendem o seu assobio? «Claro que sim, com este assobio disse-lhes que fiquem onde estão. Também lhes posso assobiar para virem ter comigo.»
Digo-lhe que o meu avô materno depois de ter combatido ao lado de Afonso Costa na implantação da República e após ter conhecido Argentina e o Brasil, também foi pastor. Lembro-me que, no Verão, quando o calor apertava, os animais recolhiam para as sombras dos currais, voltando a sair ao fim da tarde.
«Aqui não, as cabras andam no campo todo o dia, quer seja Inverno, quer seja Verão. É preciso gostar disto. Eu gosto, não sou homem de cafés. Prefiro andar por cá, do que estar no povo.»
Pergunto-lhe como passa o tempo durante todo o dia, sozinho: «Aqui sinto-me como um leão, gosto disto, sinto-me feliz, ando enredado nos meus pensamentos, na companhia do cão Piloto.»
De alguma forma sinto uma espécie de inveja saudável da vida deste pastor, porque o pior na vida não é perder o tempo, mas não ter tempo para perder.
«Quem diria que hoje compartiria a minha merenda consigo e com o senhor professor», afirma quase incomodado por existir. É assim esta gente simples e honrada da raia.
Abandono os Fóios, já com saudades do lugar, guardando na memória de caminhante o sabor inconfundível do melhor queijo de cabra do mundo.

:: :: :: ::
Sugestões para o fim-de-semana:

Para ouvir, a música que me acompanhou até aos Fóios: «Miles Davis & John Coltrane, The complete Columbia Recordingds 1955-1961», na minha opinião o melhor trompetista de sempre e o melhor saxo tenor. Explosivo.
Para ler: «O lobo das estepes», de Herman Hesse, prémio Nobel de Literatura.

:: :: :: ::

«Páginas Interiores» opinião de José Robalo
joserobaload@gmail.com

Anúncios

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.152.626 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios