You are currently browsing the daily archive for Sábado, 23 Fevereiro, 2008.

O escritor açoriano Cristóvão de Aguiar é homenageado hoje, sábado, 23 de Fevereiro, no Mercado Ferreira Borges na Festa do Livro. O autor da trilogia de romances «Raiz Comovida» aproveita a ocasião para apresentar o seu mais recente romance «Braço Tatuado».

«Braço Tatuado», de Cristóvão de AguiarCristóvão de Aguiar nasceu em 1940, na Ribeira Grande, Ilha de São Miguel, Açores e está ligado, pelo casamento, à vila do Soito no concelho do Sabugal. O seu mais recente romance «Braço Tatuado – Retalhos da Guerra Colonial» é hoje, sábado, apresentado na Festa do Livro, no Mercado Ferreira Borges, no Porto.
Licenciou-se em Filologia Germânica na Faculdade de Letras de Coimbra já depois de ter participado entre 1965 e 67 na Guerra Colonial na Guiné. Como escritor já recebeu várias distinções incluindo o Prémio Miguel Torga e a Ordem do Infante D. Henrique em 2001.
O ex-director de A Bola Carlos Miranda escreveu um dia: «Cristóvão de Aguiar retrata a sua passagem pela guerra de África. E o livro deixou de ser de cabeceira para ser de todos os possíveis momentos. Muito se tem escrito sobre um certo virar de costas dos nossos escritores ao tema da guerra colonial. Um certo mas não completo, pois a bibliografia da guerra de África, aos poucos e poucos, tem crescido o seu bocado, e com algumas obras de grande categoria. Confessamos, no entanto, que nenhum dos escritores nos terá impressionado tanto como o Cristóvão de Aguiar, um depoimento forte, impressionante, cruel, onde nos é revelada muita coisa que, até aqui, só nos tinha sido contado por familiares ou amigos.»
O escritor Victor Rui Dores considera que o romance é escrito com desenvoltura narrativa que nos percepciona a guerra não só sob o ponto de vista de ex-combatente mas também na perspectiva do próprio povo africano vitíma, como nós, dessa guerra escusada e inglória.
«Anti-heróis inadaptados numa guerra onde o que conta é manter-se vivo, as personagens (humaníssimas) deste livro entregam-se com sinceridade a contar o tempo que lhes falta para o definitivo adeus às armas, aguardando, com impaciência, que o navio Uíge os transporte de regresso a Portugal. Como aspecto positivo da guerra, ficarão apenas as amizades que se construíram, as cumplicidades que se aprofundaram, as experiências de grupo que se viveram», pode ainda ler-se no comentário à obra.
jcl

Anúncios

De Quadrazais é o maior apicultor do concelho, com vários apiários e vivendo exclusivamente desta actividade. Em plena natureza e aproveitando a Reserva Natural da Serra da Malcata, onde tem milhões de trabalhadoras em laboração constante, produz um mel e pólen de qualidade superior.

José Robalo – «Páginas Interiores»Quadrazais é uma das freguesias mais emblemáticas do concelho do Sabugal. Foi terra de contrabandistas e, para fugir à repressão e vigilância policial, criou um linguajar, dialecto ou gíria próprios que com o tempo se vai esboroando.
As palavras são um património valioso que identificam um povo e que por tal motivo, deverão ser acarinhadas e cuidadas, não permitindo que se gastem com o tempo. As palavras gastam-se com o uso e prostituem-se com o abuso e se não forem protegidas e cuidadas entram em desuso e morrem, afirmava um professor de Coimbra, ilustre romanista.
O discurso estruturalista do final do século passado com Claude Levi-Strauss e Michel Foucault vai no sentido de darmos proeminência à linguagem. No seu estudo de referência Michel Foucault, nas «Palavras e as Coisas», numa perspectiva conceptualista, reduzia o homem à linguagem quando afirmava que «o homem será aquilo que a linguagem dele fizer».
Sendo as palavras e a linguagem um património tão importante, será despiciendo afirmar que é primordial, recuperar e preservar este linguajar quadrazenho e se possível reabilitá-lo, honrando assim a nossa memória?
Quadrazais tem especial devoção por Santa Eufémia, devoção que não é exclusiva dos quadrazenhos, mas que se estende a toda a região. A devoção a Santa Eufémia é enorme, podendo afirmar-se que neste momento esta festa é das mais concorridas e populares, atraindo devotos de toda a região.
No final das colheitas e nos dias 15,16 e 17 do mês de Setembro os quadrazenhos e as pessoas das redondezas demonstram toda a sua devoção a esta santa milagreira, podendo afirmar-se que a Santa Eufémia de Quadrazais é um local de culto e romaria.
O maior apicultor do concelho, António Moura construiu e licenciou a sua melaria em plena natureza, garantindo assim a produção de um mel de muita qualidade e com elevados padrões de higiene. Diz-nos: «Esta estrutura foi pensada para produzir e embalar diferentes produtos apícolas, nomeadamente mel e pólen. A produção de mel assenta numa premissa de qualidade, não só daquela qualidade que o consumidor julga conhecer, mas sobretudo da qualidade que uma nova e moderna apicultura emergente está a colocar no mercado. A produção tem que garantir requisitos sanitários e as instalações licenciadas e vistoriadas dão hoje essa garantia de qualidade. Por outro lado, o mel é um alimento cultural! Diz-se que o melhor mel é aquele que comemos pela primeira vez; este alimento natural parece ter o poder de definir e condicionar para sempre, como o primeiro amor, aquilo que consideramos ser mel.»
mel, serra, malcata, sabugal, quadrazais, abelhaEste apicultor é um apaixonado de Quadrazais e do Sabugal e mais apaixonado ficou quando ficou preso pelo olhar fugaz de um lince, que vinha do meio da vegetação. Apaixonado da natureza, em 1987 decidiu-se pela produção de mel e pólen de abelha, aproveitando assim as condições ímpares da Serra da Malcata e da sua envolvente, fazendo transumância, aproveitando as variações climáticas e a floração dos diferentes territórios. As contrariedades têm sido muitas, sendo que logo em 1987 teve «uma prenda chamada varrose importada de Espanha. Nesse ano morreram em silêncio milhares de enxames, sem qualquer apoio ou ajuda. Foi necessário começar de tudo de novo, partir do nada».
O António Moura é um homem persistente e determinado e porque gosta e sabe do que fala é hoje o Presidente da Associação de Apicultores da Serra da Malcata, que abrange os territórios de Sabugal e Penamacor. Nessa qualidade, tenta defender a sua dama contra a invasão dos espanhóis, «que apesar de existirem por aí vários, só um é que se encontrava registado na zona agrária do Sabugal; não respeitam a distância a observar entre apiários, mas no entanto existe alguma passividade e tolerância por parte das autoridades». «Trabalhar com concorrentes como os espanhóis é muito difícil, uma vez que possuem uma apicultura muito evoluída, sendo tão só os primeiros produtores de pólen, com apoios dos governos regional e central e com uma organização associativa muito forte.» Os espanhóis exercem assim concorrência desleal.
Em Montesinho, o Parque Natural é o principal motor do desenvolvimento apícola. Na Lousã é o Município que desempenha esse papel. Nestas duas situações existe o cuidado de dar formação aos apicultores, com estruturas de apoio á produção, melaria comum e laboratórios. Li algures que «a apicultura pastoril é de uso muito antigo nas freguesias raianas do Sabugal».
Zeus por seu lado no monte Ida foi alimentado com mel, que as abelhas destilavam propositadamente para ele com apoio de Melissa (A Abelha).
Voltando ao nosso apicultor António Moura, em jeito de despedida vai-nos confidenciando: «A minha produção é constituída por mel de Urzes (Torga e Queiró) da Serra da Malcata, mel de Rosmaninho de Sortelha, mel de matagal (Melada e Multiflora) de Quadrazais e pólen da Serra da Malcata, que vendo quase inteiramente em bruto, destinando apenas uma pequena parte à embalagem. Seriam substanciais as mais valias realizadas se toda a produção fosse embalada, mas para isso é preciso divulgação e participação em feiras com visibilidade nacional. Este é o maior reparo que eu faço aos poderes na nossa região, onde tem faltado o apoio.»
Sendo quadrazenho ainda conhece alguma gíria dos contrabandistas. Com um sorriso no olhar deixa-nos uma expressão que ouviu e gravou na sua meninice e que foi proferida por uma contrabandista: «Aí o raí do xincabelho, se te dou c´uma arrebolada até tismexo.» Assim mesmo!
Como diria o Fernando Pessoa: «A minha pátria é a língua portuguesa.»
«Páginas Interiores» opinião de José Robalo

joserobaload@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Fevereiro 2008
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.140.691 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios