O «Ti Abel Músico» faleceu no dia 15 de Fevereiro com 94 anos no Lar da Terceira Idade de Aldeia do Bispo.

José Manuel Campos - «Nascente do Côa»No princípio da década dos anos 30 vinha, com muita frequência, a banda de Pínzio tocar nas festas de Aldeia do Bispo. Era costume, nessa altura, dividir os elementos da banda por algumas casas da aldeia que, gentilmente, ofereciam o almoço.
Fazia parte da banda um jovem chamado Abel que era responsável por um instrumento chamado caixa ou seja um tambor pequeno. Jovem simpático e alegre, como sempre foi, enamorou-se de uma jovem de Aldeia do Bispo com quem viria a casar. Desse matrimónio nasceram quatro filhos. Três homens e uma mulher. Cresceram, como a maioria, na terra e um dia o Ti Abel decide partir para França levando mulher e filhos. Estes cresceram, tornaram-se independentes, e foram, como é natural, à vida deles sem que nunca tivessem esquecido a terra Natal.
Quando o Ti Abel atingiu a idade da reforma regressou a Aldeia do Bispo onde entretanto os filhos também construíram casa de férias já que o ganha pão continuou a ser em França.
Ti Abel MúsicoNão contaria esta história se o Ti Abel Músico, tal como é conhecido em Aldeia do Bispo e na região, se tivesse desligado da banda de Pínzio. Tal não aconteceu. Bem pelo contrário. A banda constituiu sempre uma paixão para o Ti Abel. Ofereceu instrumentos, enviou cheques e convidava-a a vir com alguma frequência a Aldeia do Bispo.
Foi um homem generoso e amigo de todas as pessoas. Contava 94 anos quando no dia 15 faleceu no Lar da 3.ª Idade, em Aldeia do Bispo.
O funeral realizou-se no dia seguinte, sábado, dia 16 de Fevereiro de 2008. A banda de Pínzio esteve em peso no funeral. Foi uma cerimónia triste, tal como são todos os funerais, mas, ao mesmo tempo, considero que foram momentos bonitos e sentidos por todos os participantes, que foram muitos.
Que Deus o leve para o Céu porque praticou muitas e boas acções.
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

jmncampos@gmail.com