You are currently browsing the daily archive for Quarta-feira, 30 Janeiro, 2008.

O País ficou a saber ontem, terça-feira, 29 de Janeiro, da remodelação dos ministros da Saúde e da Cultura. Considero que a decisão peca por tardia e por manter ainda, mais três ministros que sempre considerei um prejuízo para Portugal: Obras Públicas, Ambiente e Agricultura.

O ministro da Saúde foi substituído por Ana Jorge (directora do serviço de pediatria do Hospital Garcia de Orta em Almada) e a ministra da Cultura por António Pinto Ribeiro (advogado, por exemplo, dos Gato Fedorento).
Após a tomada de posse no Palácio de Belém dos novos ministros, José Sócrates, afirmou que «compreendeu as preocupações das pessoas, especialmente na área da Saúde mas ninguém vai voltar atrás em nada» referindo-se à continuação das actuais políticas de Saúde. Em politiquês isto soa-me a «NIM», ou seja, nem sim nem não.
«As polémicas em torno da saúde com a demagogia da contestação e do encerramento de serviços e urgências, estavam a afectar o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a imagem dos médicos», esclareceu ainda o primeiro-ministro. E dos bombeiros, acrescentamos nós!
Mas tenho vindo a defender o prejuízo para Portugal pelas actuações de cinco ministros: Saúde, Cultura, Obras Pública, Ambiente e Agricultura. E quem de cinco tira dois…
Considero que os restantes três não têm, também, condições, para se manter no cargo. Por incapacidade, por falta de rigor, por decisões e declarações que ficam para a história do absurdo. Senão vejamos:
O ministro da Saúde quase conseguiu destruir o SNS deixando sem assistência os idosos da Beira Interior. Declaração lapidar: «Os doentes foram atendidos na ambulância à porta das urgências porque esta estava melhor equipada.» Então só era preciso equipar melhor as urgências do Hospital, diria eu.
A ministra da Cultura, aquando do lançamento do Museu do Côa, soube onde ficava Vila Nova de Foz Côa mas não soube nem quer saber onde ficam os Fóios.
O ministro das Obras Públicas afirma, agora, com a mesma cara e sem se deixar rir, das vantagens do aeroporto no deserto de Alcochete.
O ministro do Ambiente tudo faz para ensinar o lince ibérico da Malcata a falar com sotaque algarvio.
E por fim o ministro da Agricultura que cada vez que volta de Bruxelas traz na manga mais uma medida para destruir o que resta da agricultura portuguesa.
Aqui vos deixo uma boa rábula dos Gato Fedorento. Ressalvo, contudo, a minha grande admiração e estima por todos os bombeiros voluntários do nosso País que de um momento para outro foram lançados às feras para tapar os buracos dos fechos das urgências.
«A Cidade e as Terras», opinião de José Carlos Lages

jcglages@gmail.com

Anúncios

A Casa do Concelho do Sabugal já está presente na Internet pela mão do presidente da Mesa da Assembleia Geral, José Luís Tomé, que nos enviou o comunicado que transcrevemos a seguir. Está dado mais um passo para a credibilização e recuperação do prestígio da instituição.

Casa do Concelho do Sabugal (Lisboa)«Os fundadores da Casa do Concelho do Sabugal, que tive o gosto de conhecer pessoalmente, logo após a criação desta associação em 13 de Fevereiro de 1975, e mesmo de com eles participar nas actividades desenvolvidas ao longo de vários anos, seriam certamente os primeiros a apoiar as decisões tomadas na ultima assembleia geral, realizada no dia 16 de Janeiro.
A necessidade de uma vida associativa voltou a manifestar-se como fazendo parte intrínseca da condição humana num conjunto de pessoas de origens raianas, que se identificam fortemente como uma comunidade diferente de outras, não só pelo nascimento, mas também pelas tradições vividas por cada um de nós naquelas paragens.
Naquela reunião foram aprovadas todas as propostas da Direcção que foram apresentadas com o objectivo ultrapassar a crise económica, financeira e associativa da Casa do Concelho do Sabugal, bem como as que constavam do plano de actividades para 2008, de que se destacam a possibilidade de realização de duas capeias arraianas, torneios de sueca e de futebol e um rally paper no concelho do Sabugal.
Haverá ainda a possibilidade de a Casa do Concelho do Sabugal poder vir a ser mediadora na venda em Lisboa de produtos regionais, apoiando assim uma actividade económica de desenvolvimento das empresas do concelho do Sabugal.
Por fim, tenho o maior gosto de vir divulgar neste blogue da «Capeia Arraiana», o endereço da página oficial da Casa do Concelho do Sabugal, que foi aprovada por unanimidade na assembleia geral acima referida e que pretende tornar-se um meio de comunicação fácil com todos os sócios:

www.casadoconcelhodosabugal.pt

Este sítio na Internet irá ser gerido pelos órgãos sociais eleitos no dia 27 de Setembro de 2007, divulgando as actividades da associação e os seus resultados.
No entanto, as opiniões, ou sugestões de introdução de novos conteúdos, bem como de melhorias na página serão sempre bem vindas, pelo que apelamos a todos os sócios e aos naturais do concelho do Sabugal à participação neste projecto.
Lisboa, 28 de Janeiro de 2008.
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
José Luís Martins Tomé

O Município do Sabugal está entre os que decidiram não prescindir do total da receita de IRS que cabe às câmaras, ao contrário do que optaram Belmonte, Fundão, Manteigas e Figueira de Castelo Rodrigo, que assim contam contribuir para atrair pessoas e investimentos.

Mais imposto penaliza poupançaO Diário XXI fez uma análise às intenções das Câmaras Municipais face à Lei das Finanças Locais no referente aos cinco por cento de receita de IRS que cabe a cada Município da Beira Interior, concluindo que a sua maior parte não vai prescindir de parte da receita, em favor dos contribuintes ali domiciliados.
Para além de Belmonte, Fundão, Manteigas e Figueira de Castelo Rodrigo, também Oleiros e Vila de Rei, vão usar da prerrogativa que a lei faculta aos municípios, descontando, no geral, três por cento na receita de IRS. Os autarcas consideram que tal medida contribuirá para atrair mais pessoas, ou pelo menos evitar que muita gente abandone o interior em favor das cidades do litoral. Para alguns autarcas esta medida soma-se a outras que visam a fixação de pessoas, tais como subsídios aos nascimento e ao casamento, apoios à criação de empregos e à fixação de famílias jovens.
A medida de redução das receitas do IRS só terá efeitos nos orçamentos municipais do ano 2009, mas as autarquias que decidissem optar pela redução teriam que o comunicar até 31 de Dezembro de 2007 ao Ministério das Finanças.
O Sabugal foi um dos municípios que decidiu não penalizar o orçamento da Câmara Municipal, pelo que os contribuintes ali residentes não terão qualquer benefício fiscal dessa índole. Essa foi de resto a opção da maior parte dos municípios da Beira Interior, que no geral entendem que a medida não tem o peso suficiente para conseguir tornar-se num contributo relevante para a fixação das populações, além de que penaliza os orçamentos municipais.
plb

Para fazer face à falta de população, os países ricos recorrem à «importação» desta de países onde ela abunda ou seja, permitem a emigração de cidadãos de regiões menos desenvolvidas e esta medida resolve o problema da falta de naturais para executar as tarefas necessárias ao seu desenvolvimento e, ao mesmo tempo, os novos residentes contribuem para as tornar ainda mais ricas e prósperas.

Joaquim Ricardo («Ideias Soltas»)Não é necessário gastar dinheiro com estudos para afirmar que a população de Portugal tem estado a envelhecer e irá continuar nessa direcção por muitos e bons anos. Este fenómeno, em si, não é mau pois ele resulta da melhor assistência médica que se faz sentir nos países desenvolvidos, provocando uma maior longevidade dos indivíduos, a que tecnicamente se dá o nome de aumento da esperança de vida. Por outro lado e no mesmo sentido, a mortalidade infantil tem também vindo a diminuir drasticamente no nosso país, também fruto da boa assistência aos novos compatriotas, tanto no momento do seu nascimento como nos primeiros anos de vida. Os dois fenómenos – aumento da esperança de vida e diminuição da mortalidade infantil – seriam os responsáveis, em teoria, pelo aumento da população de um qualquer país ou região, não fosse o facto de, para a análise referida estar completa, ser inevitável acrescentarmos mais um outro dado: A natalidade ou mais concretamente o seu aumento deficiente. Com efeito, a taxa de natalidade em Portugal é de 1,7 aproximadamente. Ou seja, cada casal não chega a repor o número de indivíduos necessários para o repovoamento.
O espaço ocupado pelo concelho de Sabugal, tem vindo ao longo dos últimos anos a sofrer das maleitas provocadas pelos fenómenos expostos atrás, aos quais acrescentaremos a não fixação de residência dos poucos habitantes aqui nascidos e criados. Com efeito, os naturais, chegados à idade da sua entrada no ensino superior migram para outras regiões do país, normalmente para o litoral, para aí frequentarem o ensino universitário ou politécnico e, normalmente, por lá ficarem depois de adquirirem as necessárias competências profissionais, contribuindo com o seu trabalho e saber para o seu próprio bem estar e potenciando o desenvolvimento da região onde se fixam. E assim, a região que os viu nascer não beneficia da sua formação e do seu labor! Por cá, ficarão os seus progenitores que em breve se tornarão idosos, engrossando ainda mais este número, já de si muito elevado.
O desenvolvimento e a riqueza de um país ou região não é proporcional ao volume da sua população mas sim ao seu nível cultural e intelectual. Se assim fosse, a China e a Índia, por exemplo, seriam os que apresentavam melhores índices de bem-estar e desenvolvimento. E, em contrapartida, os países com menor população, como é o caso do Luxemburgo, da Suíça, da Bélgica, etc. seriam os mais pobres do planeta. Mas não é assim e até constata-se exactamente o contrário, como também todos nós sabemos. A este propósito, lembra-me um ditado popular que diz: «Quem não tem cão, caça com gato!» Com efeito para fazer face à falta de população, os países ricos recorrem à importação desta de países onde ela abunda ou seja, permitem a emigração de cidadãos de regiões menos desenvolvidas e esta medida resolve o problema da falta de naturais para executar as tarefas necessárias ao seu desenvolvimento e, ao mesmo tempo, os novos residentes contribuem para as tornar ainda mais ricas e prósperas.
Pelo exposto, constata-se que o concelho de Sabugal, tem como um dos seus pontos fracos, o envelhecimento da sua população e ao mesmo tempo assiste ao êxodo da, também sua, população jovem. Estes factos, aliados a outros, são responsáveis pelo atraso no seu desenvolvimento e sendo um problema, ele deverá ser transformado em desafio para os actuais e futuros responsáveis locais pondo cobro a este fenómeno adoptando medidas que contrariem esta tendência. Caso contrário, teremos dentro de algumas dezenas de anos, um concelho transformado num imenso lar de idosos, sem gente para tomar conta deles.
«Ideias Soltas», opinião de Joaquim Ricardo

dr_jfricardo@hotmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.151.966 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios