You are currently browsing the daily archive for Quarta-feira, 10 Outubro, 2007.

Sortelha acolheu a cerimónia de escritura pública de constituição da Associação de Casas Históricas de Riba Côa, que tem por objectivo a defesa e a divulgação do património histórico da região.

Sortelha recebeu fundadores da associaçãoA escritura foi celebrada na casa da Viscondessa de São Sebastião, Luísa Charters, pelas 11 horas, do passado dia 5 de Outubro.
Trata-se de uma associação constituída por proprietários de casas antigas, ou solares, que pretendem ver esse património defendido e valorizado, dada a sua importância histórica no contexto regional. As casas que integram a Associação de Casas Históricas de Riba Côa localizam-se na região. Mais em concreto, fundaram a colectividade os proprietários de casas históricas de Sortelha (Viscondessa de São Sebastião), Ruvina (Natália Correia Guedes), Vilar Maior (José António Rebocho e Pina), Freineda (Fausto Lages Proença Garcia), Castelo Bom (João Moutinho dos Santos), Almeida (Augusto José Moutinho Borges e António José de Sousa Júnior), Reigada (José de Castro e Solla), Pinhel (Metello e Nápoles), Mata de Lobos (Magalhães Crespo e Manuel Braga da Cruz), Castelo Rodrigo (Galhardo Simões), Almendra (Celso Madeira e Alexandra Caldeira).
A nova associação ficou com os corpos sociais definidos, presidindo à direcção Miguel Esperança Pina, ao conselho fiscal Fausto Lages Proença Garcia e à mesa da assembleia geral Luísa Charters (a Viscondessa de São Sebastião). Existe ainda um órgão consultivo da agremiação, de que fazem parte Braga da Cruz, Natália Correia Guedes, Marinho dos Santos, Jorge Brito e Abreu, Francisco Proença Garcia, João Moutinho Borges e Madalena Kleisseles de Albuquerque.
plb

Editado em 1985, o livro de Adérito Tavares continua a ser a maior referência bibliográfica acerca da tourada com forcão, cuja realização cabe por exclusivo ao povo das terras raianas do concelho do Sabugal.

O livro de Adérito TavaresNatural de Aldeia do Bispo, terra de fortes tradições taurinas, Adérito Tavares dedicou uma parte do seu tempo à investigação acerca das origens da capeia arraiana e à forma como a mesma se organizou ao longo dos tempos. O resultado foi um livrinho prático, profusamente ilustrado, que nos dá a conhecer a mais genuína tradição raiana de Portugal.
O autor, professor universitário em Lisboa, com forte gosto pelas análises históricas e pelo bom enquadramento dos estudos, começa por nos apresentar uma imagem do concelho do Sabugal, abordando o seu passado e o presente, falando dos costumes populares e caracterizando a economia local. Só depois se embrenha na história da tourada com forcão. A sua origem, enquanto manifestação festiva, esteve ligada às formas de vida de antigamente, com fortes ligações a Espanha, bem vivas no contrabando que se fazia pela calada, à margem do olhar das autoridades. Foi assim que os jovens contrabandistas aprenderam a gostar das touradas que se realizavam nas aldeias espanholas do lado de lá da raia e trouxeram para as nossas terras essa tradição, recorrendo ao gado espanhol que era criado nas extensas ganadarias que confluíam com as nossas propriedades.
À conta dos prejuízos que os bois espanhóis davam nas nossas terras de cultivo, o povo das aldeias portuguesas passou a exigir a cedência de uns touros para serem toureados num dia de festa. Foi com as idas a Espanha em busca do gado e com a sua condução às aldeias raianas, com a ajuda dos ganadeiros, que nasceu o encerro, onde os cavaleiros, logo pela manhã, conduzem os touros do campo até ao curro.
Pela tarde, na praça principal da aldeia, fechada por carros de vacas carregados de lenha, lidam-se então os bois, com recurso ao um grande corpo triangular de madeira de carvalho, a que pegam mais de vinte rapazes, assim desafiando o toiro. Tratasse do forcão, contra cujas galhas o toiro investe impiedosamente.
Adérito Tavares explica em pormenor como se constrói o forcão, como se organiza o espectáculo e qual a arte de bem pegar ao forcão. Dá conta das diferenças entre as capeias de antigamente e as de hoje, calendariza as diferentes touradas, tendo em conta a tradição e transcreve diferentes testemunhos escritos por outros autores que também se debruçaram sobre a capeia.
No prefácio afirma que um dos objectivos da edição é produzir um livro que os emigrantes «pudessem guardar e mostrar lá longe, quando querem explicar aos outros este divertimento que tanto os entusiasma». Bem podemos afirmar que o livro atingiu esse objectivo, sendo muito apreciado e abundantemente lido e analisado.
plb

A empresa Tecnoforma apresentou ontem, 9 de Outubro, um estudo acerca das potencialidades do concelho da Guarda, denominado «Agenda 21 Local», o qual aponta também prioridades para o desenvolvimento sustentável.

A Guarda tem futuroO estudo, elaborado através de um projecto da Associação de Municípios da Cova da Beira, conclui que a Guarda tem oportunidades que devem ser quanto antes aproveitadas. Carlos Medeiros, consultor da empresa e coordenador do estudo, evidenciou as perspectivas de desenvolvimento do concelho para os próximos 25 anos, dizendo que as mesmas se baseiam nas potencialidades e fragilidades nos sectores ambiental, económico, social, de conhecimento e de inovação.
Uma das melhores apostas em que o concelho deve acreditar é a Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial (PLIE) que está em implementação, mas cujas oportunidades se poderão reduzir face ao atraso na sua execução. A importância da PLIE da Guarda é ditada pelo facto de poder ser uma plataforma que serve dois países, implantada num local estratégico, podendo beneficiar das excelentes vias de comunicação e de transporte que servem a cidade.
Outra forte potencialidade do concelho é o turismo, nomeadamente o que se relaciona com as condições climatéricas da região, o chamado «turismo da natureza». Por outro lado destaca-se o facto da cidade ter já uma excelente oferta de eventos culturais, bem como o de possuir um prestigiado instituto politécnico e o Centro de Estudos Ibéricos.
Quanto a fragilidades o estudo destaca a existência de muitas aldeias que poderão extinguir-se a breve trecho por falta de população.
A «Agenda 21 Local» é tida como um instrumento de gestão de capital importância para o município, que o deverá ter em conta na sua acção futura, nomeadamente ao nível da definição de quais os projectos que deverão ser desenvolvidos e candidatados no âmbito do próximo Quadro de Referência Estratégico Nacional.
plb

O Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente (SEPNA) deteve na noite de sexta-feira, 5 de Outubro, dois homens que andavam a caçar javalis na Reserva de Caça Municipal junto a Vale Mourisco no concelho do Sabugal.

SEPNA – Serviço de Protecção da Natureza e AmbienteOs militares da GNR do delegação do SEPNA da Guarda detiveram em flagrante dois caçadores furtivos que andavam à caça do javali com armas proibidas em terrenos da Reserva de Caça Municipal perto de Vale Mourisco, concelho do Sabugal, soube o Capeia Arraiana junto de fonte oficial.
O incidente ocorreu na estrada de terra batida da reserva quando os militares do SEPNA detectaram na escuridão da noite os faróis do veículo todo-o-terreno onde seguiam os dois indivíduos, de 51 e 31 anos.
Os detidos foram presente na segunda-feira, 9 de Outubro, ao juiz do Tribunal Judicial do Sabugal tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência.
O «Jornal de Notícias» dá igualmente conta do sucedido informando que os caçadores ilegais «foram indiciados pelos crimes de prática venatória fora da jornada de caça, uso de meios não permitidos e por fazerem uso dos focos do jipe que servem para detectar e encadear as presas tendo-lhes sido apreendido o veículo, uma espingarda caçadeira, 59 cartuchos de nove milímetros, sete cartuchos carregados com zagalote, dois focos e duas navalhas».
A caça é considerada um desporto com regras que têm que ser respeitadas por todos. Para equilibrar o excesso de porcos selvagens prejudicial para os agricultores existem as montarias oficiais programadas e organizadas por associações autorizadas. A ilegalidade cometida fica agravada por ter sido praticada em terrenos demarcados de reserva municipal. Os caçadores do concelho do Sabugal deverão reflectir neste episódio.
jcl

Agostinho da Silva de Tortosendo pede a publicação de mais uma mensagem sobre o grande convívio dos antigos alunos do seminário a realizar no último sábado de Outubro.

Correio dos LeitoresEncontro de antigos alunos do Seminário de Tortosendo

Criou-se um email, para contacto dos antigos alunos SVD Tortosendo, para envio de fotos digitalizadas, com a ideia de fazer um «Powerpoint», que com o recurso a um video-projector, possamos rever os tempos antigos!!!
A futebolada, o grupo de amigos, a piscina, as idas à Serra da Estrela, os magustos, os teatros…

Quem tiver hipóteses, mande fotos para: svdtortosendo@gmail.com

Os meus contactos:
Telemóvel: 933 462 490
Email: agjarmelo@gmail.com
Agostinho da Silva (o da vaca Jarmelista)

É fundamental que a «embaixada» do Sabugal em Lisboa encontre a solução que permita tê-la a funcionar correctamente. As câmaras da Beira Interior inventam e aproveitam todas as hipóteses que a lei lhes oferece para fixar a população nas suas regiões. A aposta na formação de jovens em energias limpas e em técnicas relacionadas permitirá acrescentar qualificação qualitativa às terras de ribacôa.

Sede da Casa do Sabugal em LisboaOs sabugalenses a viver em Lisboa são apaixonados pelas sua raízes, pelas suas terras, pelos seus usos e costumes e pelas suas tradições. E o elo de ligação é (foi?!) a Casa do Concelho do Sabugal. Muitas actuações em Lisboa dos ranchos folclóricos do concelho resultaram da participação da Casa nas festas da cidade por alturas do Santo António. As festas camperas onde se escolhiam em plena herdade os toiros para a Capeia tornou-se uma referência para todos. E claro… foi pela mão da Casa do Concelho do Sabugal que o forcão desceu à grande cidade.
A Torre do Tombo e a Assembleia da República organizaram uma exposição conjunta sobre os tratados assinados entre Portugal e os actuais membros da União Europeia desde o séc. XII. Vai estar exposto ao público, até 28 de Dezembro, na Torre do Tombo, o original do Tratado de Alcanizes que influenciou para sempre as terras de ribacôa e nos obrigou a ser portugueses
O primeiro-ministro José Sócrates esteve na Guarda para anunciar o aumento dos benefícios fiscais em 10 por cento para as empresas que já estão sedeadas no Interior e um aumento de 15 por cento para as novas empresas. «Aposte na Beira Interior que ganha» parece ser o título de uma boa promoção para a nossa esquecida região.
A EDP confirmou a instalação de um centro de contacto (call center) em Seia. Em contrapartida a Câmara isentará de impostos, taxas, apresentação de projecto e o pagamento de licença para obras. Chama-se a isto a correcta passagem de corrente positiva.
A Câmara do Fundão aprovou medidas concretas de incentivos à natalidade, à fixação de população jovem e à criação de empresas no concelho. Na Beira Interior apenas Manteigas acompanha o Fundão com iniciativas públicas, declaradas e concretas de combate à desertificação tendo como objectivo fixar pessoas e empresas nas suas regiões. Vivemos tempos decisivos. Os nossos políticos têm obrigações para quem os elege e não me parece que as populações no momento de escolher votem em autarcas resignados que assobiam para o ar ou fazem como a avestruz.

Circuito hidroagr�cola da barragem do SabugalTerras de muita água
Quando tanto se fala das eólicas e do crescimento exponencial que as energias verdes tiveram no último ano e na falta de emprego o curso de energias renováveis da Escola Profissional Agrícola Dom Dinis, na Paiã, em Odivelas, não irá ter início porque apenas recebeu três inscrições.
E o Sabugal? Seria interessante analisar as potencialidades de criar cursos relacionados com as áreas do ambiente e das energias renováveis e por consequência no incentivo a «empresas verdes» que pretendam instalar-se na região.
A água é, no século XXI, um dos mais preciosos recursos naturais. O nosso concelho parece ter, como diz o povo, água para dar e vender. A barragem do Sabugal abastece de água o próprio concelho e ainda os de Almeida e Pinhel. Desejamos todos que as contrapartidas desse fornecimento às autarquias vizinhas sejam claras e o concelho beneficie inequivocamente deste acordo.
«A Cidade e as Terras», opinião de José Carlos Lages

jcglages@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.158.180 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES