Com textos de Pinharanda Gomes e de Juan Mayo Escudero, foi publicado agora um livro intitulado «A Cartuxa de Lisboa, legado de contemplação», que retrata o antigo mosteiro de Laveiras, nos arredores de Lisboa.

A Cartuxa de LisboaCom a extinção no século XIX das ordens religiosas pelo regime liberal, a Ordem da Cartuxa fechou os dois mosteiros que detinha em Portugal. Em 1833 os monges da Cartuxa de Lisboa puseram-se em fuga, abandonando a clausura e seguindo a pé pelo país em busca de porto seguro. Já a Cartuxa de Évora fechou no ano seguinte, em 1834, após o fecho compulsivo e a expulsão dos monges da congregação.
Em 1960 sete monges cartuxos regressaram a Évora, para reocuparem o antigo mosteiro da Ordem, voltando a viver ali em regime de clausura e oração. Porém a Cartuxa de Lisboa, sita em Laveiras, Paço de Arcos, nunca foi reocupada, permanecendo em ruínas.
Aconteceu porém que em 2006 o procurador da Cartuxa de Évora, numa das suas raras saídas da clausura, veio a Lisboa, onde foi surpreendido com uma proposta de Pinharanda Gomes para visitar o velho mosteiro de Laveiras e assim conhecer as instalações que a ordem ali deixou. O cartuxo visitou o lugar, ficando encantado, facto que o levou a mover instâncias para a publicação de um livro dedicado a esta visita e à história da Cartuxa de Lisboa.
Pinharanda Gomes é sem dúvidas o erudito que melhor conhece a Ordem da Cartuxa em Portugal. Em 2004 publicou um aturado estudo sobre o tema, que se tornou uma referência incontornável. Em «A Ordem da Cartuxa em Portugal» o escritor quadrazenho descreve a história da congregação, as severas regras da clausura, o espírito contemplativo dos monges e, num texto dramático, relata a aventura da fuga dos religiosos após a sua expulsão dos mosteiros. Esse facto levou a que o novo livro, intitulado «A Cartuxa de Lisboa, legado de contemplação» contenha parte dos textos de Pinharanda Gomes sobre a vida no antigo mosteiro. Para ilustração publicaram-se dezenas de fotografias das ruínas do palacete e da igreja que o servia, assim como dos campos anexos.
O livro foi editado pela Universidade de Salzburgo, na Áustria, e os pedidos de aquisição podem sem feitos para a Cartuxa Scala Coeli, 7000-744Évora, ou para Analecta Cartusiana, A-5164 Seeha, Fraham 9, Áustria.
plb