Ana Vasca nasceu no ano da graça de 1907, a 26 de Junho, na Bismula. Vive em Aldeia da Dona desde que casou há muitos, muitos anos. É o nosso grande destaque deste arisco mês de Junho. Parabéns! Parabéns! Muitos anos de vida!

Ana Vasca, em casa, junto ao basalAna Vasca não tem filhos nem familiares chegados. Mas vive sozinha em casa e tive dúvidas se não devia ser esse o título desta notícia da idosa de Aldeia da Dona que com 100 anos ainda consegue ser auto-suficiente. Agora já deve passar os dias a sonhar acordada tentando relembrar uma vida de dificuldades com certeza mas saudável de certeza.
Mas quem é a centenária Ana Vasca? Nasceu na Bismula mas foi muito pequena – não sei que idade eu tinha mas era uma cachupinha – viver com o irmão para Aldeia da Dona.
Por lá cresceu, por lá se enamorou, por lá casou – O meu marido era de Aldeia da Dona. Estivemos
Ana Vasca, de pé, no balcão da casacasados 20 anos até ele morrer – e por lá ficou.
É este um dos objectivos editoriais do Capeia Arraiana: dar a conhecer os valorosos mulheres e homens raianos que os politicamente correctos tendem a esquecer. Sim porque as Anas Vascas deste país mereciam muito mais uma daquelas grã-ordens que em final de mandatos se distribuem a bajuladores e incompetentes.
Nós existimos porque honestos e valorosos agricultores e contrabandistas (como alguém já explicou não era um crime mas sim uma infracção à lei vigente) viveram a vida com um dom: o dom da palavra de honra. Nesse tempo qualquer contrato era celebrado com um afagar respeitoso do chapéu e um aperto de mão.
Na nossa moderna sem anos vertiginosa corrida para o fim da vida, de certeza mais curta que um século vale a pena pensar que nos esquecemos de aproveitar e gozar as nossas amizades, as nossas verdadeiras amizades.
E já agora, conho, vale a pena pensar nisto!
jcl

Anúncios