Pedro Lopes, um jovem do Soito produziu e colocou na Internet, através do YouTube – Broadcast Yourself, um pequeno filme amador sobre os riscos que os jovens enfrentam ao dedicarem-se ao BMX.

Uma vida dedicada em exclusividade à prática do BMX (Bicycle MotoCross), sem olhar para o lado, sem apreciar devidamente as outras coisas da vida, pode ser o caminho para se morrer cedo demais. É esta a mensagem que um pequeno filme amador, realizado por um jovem soitense, quer deixar a todos os jovens que se dedicam a este desporto extremamente arriscado.
O filme, intitulado «Suicide BMX», tem a duração de cinco minutos e tem por cenário a vila raiana do Soito, onde três jovens andam de bicicleta a toda a velocidade, desafinado o perigo, que espreita a cada momento.
A realização esteve a cargo de Pedro Lopes, que contou com a colaboração de Bruno Lopes e Joel Pereira, que, ao mesmo tempo, foram os actores do pequeno vídeo.
Na produção do filme, colaboraram a GNR e os Bombeiros Voluntários do Soito.
O BMX é um desporto caracterizado por manobras arriscadas e velocidades excessivas, que conferem uma grande emoção a quem o pratica ou a ele assiste.
plb